1. Por favor, um amor pra vida toda.. parte X


    Encontro: 21/12/2017, Categorias: Saindo do armário, se descobrindo, aprendendo com os erros, Brigas, Amor, Aceitação, adolescente, Romance, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Maickkyn, Fonte: CasadosContos

    olhos da estrada) – Não disse haha ( ele falou sorrindo ) O celular parou de tocar. E Eu fiquei quieto. - você não vai mesmo pegar o celular ? Haha ( ele disse rindo. Acho que ele está se divertindo ) - ma...mas já parou de tocar. ( eu digo) - mas tem que ver se não foi a Carina. Daqui a pouco ela liga de novo. Nem terminou de falar e o celular começa a tocar de novo. Eu não acredito que vou fazer isso! Eu peguei a mão esquerda e coloquei no bolso do Guilherme, mas está apertado o bolso no celular e não conseguia tirar, peguei a outra não e coloquei na perna dele para conseguir puxar o celular. Eu não queria comentar nada, mas eu senti algo crescer na minha mão, parecia que o pau dele estava inclinado para o lado onde está o celular. Haha. Puxei o celular e vejo que nele está escrito Carina. - oi, maninha. ( eu atendo ) - Oiiie mano. Estão chegando ? Avisa o Gui que estamos na frente da sorveteria perto da guarita. Ele sabe onde é. - está bem. Já estamos chegando. Beijos Desliguei o telefone e coloquei num lugar que da pra colocar onde fica a coisa pra fazer marcha. Gente não sei nome de tudo de carro hahahah. - a Carina disse que estão na sorveteria perto da guarita. - está bem. ( Gui responde sorrindo) Ainda estou com vergonha hahah. Ainda bem que estou de óculos e também estou me segurando para não rir. Cauã está lá atrás mexendo no celular dele. - vamos deixar o carro aqui. ( Gui diz deixando o carro numa vaga) Assim que ele desligou o carro eu desci e o Cauã também. ...
    -gente, esse passeio está sendo melhor do que eu imaginava. ( Cauã diz rindo pra mim) - cala a boca. ( eu bato nele ) Guilherme liga o alarme e começamos a andar em direção a minha família. Tirei meu chinelo e fui andando de pés descalços. Gui e Cauã fizeram o mesmo. - Não vai tirar a camiseta também ? ( Guilherme pergunta do nada. ) - Não. Eu vou passar protetor ainda e vou tirar só se eu entrar no mar. - eu vou, segura aqui, Henry. ( Cauã diz jogando a mochila dele para mim e tirando a camiseta) Bom já descrevi Cauã, mas ele tem 19 anos e é um moreno de 1 e 80, cabelo estilo militar, tem pernas grossas, uma bunda grande que todos querem provar mas ele não deixa. Ele diz que nunca vai ser passivo haha. Ele tem olhos castanho claro. - me alcança meu óculos que tá no bolso pequeno. ( Cauã diz) Estou todo atrapalhado com duas mochilas. Guilherme mesmo pega os óculos do Cauã. Quando ele vai dar para ele, Cauã joga sua bermuda em mim, ficando só de sunga. Guilherme cai na gargalhada. - que folgado. ( eu digo pegando e colocando a bermuda na mochila ) – e o que você quer se exibindo para os caras. Que assanhado( eu digo rindo) - eu estou na praia. Todos aqui estão de sunga. Vocês dois que estão passando vergonha cheio de roupa. – e também quero pegar uma corzinha. ( Cauã responde) Devolvi a mochila dele e continuamos caminhando até que Cauã da dá um grito e fica de 4 batendo no pé. Acho que era algum bicho. Na hora que eu vi o Cauã de 4 olhei para o Guilherme e ele olhou para mim ...
«1...345...»