1. App tinder


    Encontro: 21/12/2017, Categorias: Com Fotos, Autor: diver dangerous, Fonte: ContoEroticoComBr

    Bom dia, me chamo V…… e minha esposa se chama M…., esse é meu primeiro conto e decidi fazê-lo depois que conversei com minha deliciosa e suculenta esposa sobre narrarmos nossas experiências sexuais. Conheci minha esposa em um app de relacionamento, e resolvemos nos conhecer pessoalmente no mesmo dia a noite, pra dar mais segurança a ela, mandei que ela viesse na minha casa e assim que nos encontramos vi uma mulher loira, bem branquinha maravilhosa, onde deveria ter a buceta cor de rosa e realmente tem, olhos castanhos e linda com um corpo escultural, a princípio fiquei nervoso ao ter uma mulher daquela ao meu lado, e juro que fiquei com medo de levar um fora…rsrsrs … mas ela foi super simpática e se mostrou tranquila ao meu lado. Saímos pra dar uma volta em um ponto turístico ( ver o rio ) aqui em Belém do Pará, e ao descermos do carro ela me deu os braços pra que andássemos juntinhos como um casal, de cara isso quebrou todo meu medo e me deixou 100% seguro após esse fato. O lugar onde fomos é maravilhoso, onde atracam navios que fazem carregamento de trigo aqui em Belém, ficamos conversando bem juntinhos durante alguns minutos sobre uma ponte de madeira, onde a lua estava linda e vento gostoso, este lugar belo a galera namora e passeia. Não aguentando mais a puxei pelos braços e tascando um beijo molhado, melado e muito dado onde meu pau já estava pingando de tanto tesão, esfreguei minha pica em cima da buceta dela pra que ela pudesse sentir o tesão que eu estava ao ...
    beijá-la e ela de imediato correspondia cedendo e me beijando como uma fêmea sedenta por sexo e desejosa de ser possuída. Ficando algumas horas namorando nessa pegação gostosa, não aguentando mais de tesão convidei para irmos ao carro onde poderíamos ficar mais a vontade. No carro liguei o som e ficamos namorando nos pegando, nos beijando, lambendo seu pescoço delicioso, ela passava a mão na minha pica por cima da calça e eu abaixei um pouco a blusa dela e enfiei minha língua por dentro do sutiã no bico durinho e rosado de seus seios maravilhosos, mamilos enrijecidos pelo tesão, olhava pra aquela mulher e via a mulher puta e safada que sempre desejei pra minha vida, uma fêmea branquinha, loirinha, tesuda nooooooossa….eu estava extremamente tarado, e não aguentando mais, partir pra cima dela, só que ela de imediato não deixou eu tirar minha roupa, deixou eu somente beija-la, esfregar minha pica de roupa mesmo por cima da bucetinha dela que estava toooooda molhadinha, suculenta…. eu comecei a beijá-la loucamente e tocar naquela bucetinha lisinha e encharcada e ela gemendo como uma putinha querendo ser fudida, quando ouvir ela sussurar no meu ouvido que ela iria gozar, mesmo de roupa, pensa no tesão que eu fiquei e realmente ela me segurou pelos braços fortemente e começou a se contorcer gemendo alto e gozando, tremendo o corpo como faz até hoje … pensa numa fêmea linda gozando, uma cadela vagabunda, cachorra, safada, puta…. eu fiquei pirado mais me controlei pois a tinha lhe conhecido ...
«123»