1. Meu Amigo Policial - 5


    Encontro: 21/12/2017, Categorias: Amizade, Amor, Traição / Corno, policial, Amigos, Briga, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Lucas, Fonte: CasadosContos

    Pessoal, obrigado pelos comentários e por acompanharem essa história. Espero que gostem. :) Agradecimentos especiais a: VALTERSÓ, layla55, Peludodf, Flor de maio, Cintia C, Kevina, adess, henrinovembro, fefehh, Catita, Hello 👌, Tozzi, Quelsilva, Kalvin4, FlaAngel, Edu19>Edu15, Atheno, magus, Catita, SafadinhoGostosoo, fefehh, DanielMG, Pipoka(Me desculpem se esqueci de alguém) Muito obrigado pessoal, os comentários de vocês me motivava a continuar escrevendo. Capítulo Cinco - O que você está fazendo aqui? – Pedro pergunta pro Beto. Eu travo nessa hora e fico esperando pra ver o que o Beto ia falar... - Eu vim pra cá ontém pra gente assistir uns filmes. Não convidei vocês porque vocês estavam no serviço – ele fala. - E como já estava muito tarde decidimos que seria melhor se o Beto dormisse – eu interrompo o Beto e falo isso meio gaguejando e Pedro ergue as sobrancelhas. Odiava quando ele fazia aquilo. Eu o conhecia suficiente bem para dizer que ele não estava acreditando no que a gente estava falando. - Beto, você não tem que trabalhar? – Pedro pergunta. - Que horas são? – Beto pergunta meio despreocupado. - São 9:00 – Pedro fala erguendo o visor do telefone. - Caralho, isso é quase uma hora de atraso, tenho que correr, vou buscar minhas roupas – Beto fala e corre para cima. - O Beto dormiu lá em cima? – Pedro pergunta com uma cara estranha. - Sim, eu não poderia deixá-lo dormir no sofá e minha cama é bem grande – falei. - Vem cá, o que está havendo entre vocês dois ...
    hein? – Ele pergunta com um tom de voz alterado. - Nada – eu minto e continuo falando: - E, mesmo que estivesse acontecessendo algo, eu e o Beto somos adultos e não devemos satisfação a ninguém – depois que falei isso percebi que tinha falado demais. - Desculpa, não está mais aqui quem falou, é só que eu me preocupo com você. Por mais que o Beto seja meu amigo, você é também e há muito mais tempo. Não quero que você se machuque por causa dele. Se ele fizesse você sofrer não sei se a minha amizade com ele suportaria isso. Quase choro com aquelas palavras e me lembro da época do ensino médio em que Pedro me defendia quando alguém me agredia física ou verbalmente. Nos momentos que tivemos juntos. Quando os meus pais mudaram de cidade, o Pedro me ajudou a convencê-los de que seria melhor eu ficar. Apesar de meus pais ficarem receiosos de me deixar aqui, eles deixaram após o Pedro dizer que viria todo dia ver como eu estava. Era impressionante a confiança que meus pais tinha no Pedro. - Desculpa, você sempre foi um ótimo amigo e sempre se preocupou comigo então não foi justo eu ter falado com você dessa forma. – Eu falei e o abracei, sentindo o seu cheiro. Sabe quando seu coração acelera só por estar perto da pessoa que você ama? Era assim que eu estava. “Mais que merda!Ele é meu amigo e é hétero!Eu não deveria estar assim por ele”. Ele beija minha testa e sussura um “tudo bem”. Lembrei de uma vez que fomos a um passeio da escola e teve uma noite que eu estava com febre mas estava ...
«123»