1. Como virei escravo da minha esposa


    Encontro: 20/12/2017, Categorias: Fetiches, Autor: ksadocotia, Fonte: ContoErotico

    Tenho 38 anos, sou casado. Como já havia comentando no conto anterior, minha esposa é uma mulata, gostosa, dez anos mais nova do que eu. Com seus 1,5 metros e 45 Kgs, ela é uma verdadeira ninfetinha. Tem um corpo lindo, com belas curvas, cinturinha fina e um rostinho de menina. E agora mais safada, o que me instiga muito.Ainda conversando com ela, por whatsapp, sobre realizar nossa transa a três deixei claro que ela é quem mandava. Esse ato simples a fez sentir um calor por dentro que antes não sentirá.Saber estar no controle lhe deu tesão e eu claro, que adoro uma safadeza, a incentivei a trabalhar esse seu lado.Disse a ela que não estaria somente no controle naquele momento, mas que ela também manda em mim e que podia me tratar como seu escravo. Ela adorou a idéia, ainda mais quando disse que podia fazer o que quiser comigo até amarrar na cama. E este foi o ponto que a mais deixou com tesão. Até então ninguem tinha feito nada assim comigo, mas estou aberto a novas experiências.Para apimentar suas idéias mandei lhe imagens de mulheres dominando seus homens de diversas formas. Amarrado a cama, de coleira, algemado, entre outras, mas sempre com a mulher trantando seu macho como um submisso. Ela adorou a idéia e disse que as poria em pratica.Em casa a noite, já no quarto deu pra ver em seus olhos aquele brilho de quem queria aprontar e assim o fez. Segurando minha face com a mão e perguntando me quem era que mandava e eu respondendo que era ela, mandou me que ficasse nu. Mesmo ...
    sem tocar em mim, já estava excitado.Deitado de costas ela mandou que colocasse as mãos para trás e assim que o fiz, ela prendeu minhas mãos com algemas. Mandou que ficasse quietinho se não quisesse apanhar. Ainda sim ela deu me um tapa na bunda, deixando claro quem dava as ordens.Me chupou deliciosamente, engolindo a pica toda e sugando com vontade enquanto massageava minhas bolas. Aquilo era muito gostoso, mas a noite estava apenas começando e ainda iria me mostrar seu lado dominadora.Ela estava ardente de tesão, em descobrir esse seu lado dominadora, que até estão estava adormecido. Disse me que além de seu escravo eu seria sua puta. Nesse ponto abriu seu guarda roupa e pegou uma cinta com um consolo na frente e o pos. Aquilo estava me excitando, pois ela já haviamos “brincado” daquela forma, mas desta vez estava imobilizado e ela estava com muita fome de sexo.Após colocar seu brinquedo, mandou que empinasse a bunda, ficando de quatro. Marido obediente que eu sou assim o fiz. Nesse ponto ela abrir minhas nadegas e cuspiu no meu cuzinho. Começou enfiando um dedo, ao mesmo tempo que perguntava quem era que mandava esperando ouvir a reposta que era ela. Cada vez que respondia isso ela estocava o dedo com mais força.Ao poucos aumentou a quantidade de dedos que ela me introduzia e a força com o que fazia.Eu já estava gemendo de prazer com aquilo tudo. Ela mandava eu gemer como uma puta, e isso a fazia ter mais prazer. Enfiava seus dedos no meu cuzinho ao mesmo tempo que com a ...
«12»