1. O cheiro de sexo, estava no ar!


    Encontro: 20/12/2017, Categorias: Incesto, Autor: camaleaovip, Fonte: ContoErotico

    Como, vocês veem acompanhando, eu pareço ter nascida para transar. Vivia cada minuto, pensando em uma boa pica, que até chegava a ter nas narinas aquele odor caraterístico de uma bela rola asseada, que era coisa mais deliciosa que podia haver. Adorava gozar, sentir que meu corpo por dentro se diluía em líquido que aos poucos ia expelindo por entre as dobras de minha xoxota. Os homens com que havia me relacionado, eram lembranças, agradáveis ou não, que lembravam, momentos, onde esquecera do mundo, reportando para outro patamar daquele momento de entorpecimento, só meu. Gostava de as vezes passar por lugares que me lembravam, de trepadas homéricas, pessoas inesquecíveis, que um dia queria ter o prazer de reencontrar. Creio que muitos dos que estiveram comigo, ainda tinham em suas mentes, a fotografia exata de cada parte do meu corpo, de baixou ou em cima dos seus, em perfeita harmonia, unidos pelos laços de um pênis, inserido em uma boca, boceta ou ânus, durante um combate, onde o vencedor, era o prazer. Com voracidade eu me colocava de prontidão para devorar cada pedacinho de um pau ou de uma boceta, cheirosa, úmida, rivalizando com o estado da minha. Ficava vidrada em um belo par de seios, cujos mamilos, pareciam me, hipnotizar, em meio a aquelas aréolas que se multiplicavam em harmonia de cores, que serviam para destacar e embelezar mais ainda aquelas jóias primorosas que, eram os pomos, de uma mulher. Ter entre os lábios, aquelas saliências pontudas, que eram partes do ...
    nosso sistema de erogenidade que em mim, provocava um desmonte total. Sentir aquele comichão, que se irradiava para outras partes do corpo, era uma delicia, que em mim provocava gozo. Conversava com Paulo, sobre essas necessidades que eu tinha de, sempre ser possuída, fosse por um homem ou uma mulher. Era a segunda vez que eu me achava com o comportamento de uma ninfomaníaca, mas ele me alertara de que não tinha nada a ver essa minha suposição, pois ele sentia essa mesma ansiosidade em termos de sexo, principalmente se fosse comigo por perto ou especialmente comigo, onde achava que seu desempenho era mais desbravador que, até com Lena que ele amava.__ Eu também não sei explicar, por que vivo com sexo n o pensamento dia e noite. Nos dias que fiquei sem estar contigo, eu achei que iria enlouquecer.Nem as punhetas me ajudavam a relaxar.__ Mas você tinha Lena com quem se dá muito bem. Não havia necessidade de ficar se masturbando por minha causa, Lena é estonteante, um tesão de mulher, que permanece ainda muito inocente. - disse sabendo que não era bem assim, pois tinha aquele caso com meu pai.__ Não é bem por ai, Bia. O tesão que sinto por você é diferente, dos que eu sinto por outras mulheres, inclusive Lena, não é igual. Não sei se é pelo fato de você ser minha irmã e me dispor seu corpo, num amor proibido, que torna tudo mais gostoso. É diferente o nosso relacionamento, entende? O teu corpo cheira a desejos pecaminosos, a verdadeiras fragrância sexuais, que desperta a minha ...
«123»