1. A passiva do Leblon


    Encontro: 18/12/2017, Categorias: Travestis, Autor: negrozonasul, Fonte: ContoErotico

    A Passiva do LeblonComo esse é o meu primeiro conto, irei me descrever sucintamente. Sou Negro, tenho 33 anos, 1.90 cm e aproximadamente 100 kilos. Com uma leve barriguinha de chopp. Coisa de macho. Sou um cara de nível sócio econômico tranquilo e muito bom de onda. Moro na Zona Sul do Rio de Janeiro. Alem disso, não sou feio, ao menos a mulherada diz isso. Hehehehe.Sempre consigo pegar bastante mulheres e com essa moda de aplicativos, a facilidade tem aumentado. Confesso que não passo uma semana sem comer uma mina diferente. Fora as usuais. Mas, o papo não é esse. Só estou falando isso, pois um dia no Tinder, me deparei com uma novidade, uma bela cdzinha. Ela de fato parecia mulher e aquilo mexeu comigo. Trocamos ideia e tudo mais, e marcamos uma saída. Foi um dos melhores boquetes que ja ganhei na minha vida. Ela mamava o meu pau com prazer. Fiquei maluco.A partir dai, comecei a procurar mais cdzinhas e caras afeminados que curtem usar calcinhas e outros apetrechos femininos. Entrei em um desses aplicativos GLS. o nome é SCRUFF, como não coloco fotos e outros dados, passo por sufocos, pois a galera, sempre fica com receio. Acho ate justo, mas, não quero e não vou me expor. A parada, fica meio as cegas mesmo.Enfim, consegui um contato de um vizinh@ que aqui irei chamar de LUIZA, ela mandou foto de corpo e me prometeu usar calcinha e ser bem feminina. No entanto, afirmava que só iria mamar a minha pica preta e leiteira. Ok! Estava com um tesão da porra, e ela morava a duas ...
    quadras da minha. Com muito receio, encontrei ela na portaria e subi.Ao subir na casa dela, ela ja foi logo puxando o meu pau pra fora do shorts, e caiu de boca. Tirando também o seu short e demonstrando uma calcinha branca toda enfiada no rabo. Aquilo mexeu comigo, empurrei a cabeca da safada pra dentro da minha rola e ela nao se fez de rogada, continuou mamando.Percebi, se continuássemos daquela maneira, eu iria gozar rapidamente. Parei! Respirei e sentei no sofá, ela passou com aquela rabeta empinada e me chamou pro quarto. Chegando la, ela passou batom na boca, colocou uma pequena coleira e voltou a mamar o meu pau deliciosamente. Repito: essas cdzinhas, mamam demais. Esses afeminados mamam perfeitamente.Do nada ela virou o rabão pra minha cara. Falei: essa puta deve estar querendo pica. Primeiro, diz que só queria mamar e agora vira o rabão branquinho. Nao demorei pra salivar o dedo e enfiar no rabo da safada. Ouvi um tenro gemido. Olhei pra cara dela, e ela estava, igual gata manhosa querendo leite. Imediatamente mandei ela pegar uma camisinha e gel. A safada foi toda toda e buscou a camisinha, nesse momento, pude perceber que a calcinha estava estourando e o grelo dela estava inchado e virado pro teto. Uma puta safada e tesuda.Ela não buscou gel, o gel que ela usou pra amaciar o rabo, foi natural, e se chama cuspe, ela muito safada, colocou a camisinha e forçou o rabo branco contra o meu pau preto. Não passava de jeito nenhum. Fiquei com medo de estourar a camisinha, e ...
«12»