1. Quero Ser Feliz ! Cap.10


    Encontro: 17/12/2017, Categorias: fofo, Romance, brincadeira, Convite, Conversa, risadas, apartamento, Amigos, História, garotos, Amor, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Gustavinho, Fonte: CasadosContos

    Cap.10 Respirei fundo. -Eu tenho uma doença Fernando. Uma doença que me debilita bastante e que eu luto contra desde que nasci. Uma doença que já me levou a ter AVC, Infarto, Veias Rompidas, ter que fazer um transplante e quase matou alguns órgãos meus. Uma doença que me impede de fazer esportes muito pesados, que me deixa com a imunidade baixa, exatamente por isso uso essas máscaras e as luvas na sala de aula e quando saio com as pessoas. Uma doença que possivelmente vai me matar – ele ouviu tudo o que eu falei e quando eu terminei estava de olhos arregalados. -Mas que raio de doença é essa ? -Anemia Falciforme – ele pareceu pensar durante alguns segundos. -Essa não é aquela genética que muda a forma da hemácia ? -Acertou. Fui um dos raros “felizardos” a desenvolver esta doença. E como tratamento, preciso fazer a transfusão uma vez por mês. -Entendi... - respirei fundo. -Eu entrei nessa escola em busca de uma rotina mais normal. Já que pelo fato da doença em mim ser muito forte, eu passei a vida toda longe da escola, longe das pessoas, longe dos amigos. Passei a vida toda desta casa para o hospital, sempre. -Mas porquê ? -Porquê a minha saúde não é perfeita. Se estabilizou mais agora, de uns 2 anos para cá. Antes, de seis em seis meses algo grave acontecia comigo. Uma insuficiência renal, alguma dormência pelo corpo, uma veia rompida, enfim... Eu entrei na escola em busca de felicidade, Fernando... Felicidade que nunca tive de verdade. Namorar, quem sabe. Fazer boas ...
    amizades e, ser feliz durante algum tempo. -Meu Deus... Eu... Eu não imaginava isso... -De forma que... Se você tem bondade dentro de você, não me engane apenas por uma noite de sexo. Eu já sofri demais pra ter que superar um rapaz bonito na minha vida... - ele olhou para o chão, olhou para mim. -Eu juro que não vou te enganar. E eu vou provar isso... Você é o primeiro rapaz que fez o meu coração acelerar André... Eu não posso nunca fazer você chorar... -Eu espero – falei, sorrindo – agora vamos, ainda temos muita coisa pra fazer. - e então ele sorriu, e continuamos a fazer o trabalho. NARRADO POR FERNANDO Eu não me entendia mais naquele momento. De um rapaz sem muita vontade de viver, passei em poucos dias a um rapaz com borboletas no estômago. Tudo por causa daquele rapaz moreno que estava ali, a poucos centímetros de mim, escrevendo um texto. -Fernando, deixa eu pesquisar um negócio rapidinho aqui – dizia eu, indo para perto de onde ele estava. Fiz aquilo apenas para tentar mais uma aproximação. -Claro... - ele fez menção que ia sair da cadeira para eu sentar,mas o deti. -Não, não precisa. Pode ficar ai... - e então ele ficou. Cheguei perto, me agachei um pouquinho. Estiquei os meus braços ao redor do pescoço dele, e então aproximei o meu nariz do pescoço dele. Tudo aquilo para sentir o perfume que ele usava – isso é Uomini Black, da Boticário.. - ele virou o rosto para me olhar. -Você inventou isso só para cheirar o meu pescoço... -Rapaz esperto ein... - ele fez aquela cara que ...
«12»