1. Orgasmos com a faxineira


    Encontro: 17/12/2017, Categorias: Masturbação, Autor: alexmarques, Fonte: ContoErotico

    O conto relatado é verídico, ocorreu em uma grande cidade do interior de São Paulo, e para manter a discrição da personagem apenas seu nome não condiz com a realidade, irei chamá-la de Patrícia. Eu moro sozinho em um apartamento, apesar dos meus 37 anos e ter vivido alguns relacionamentos duradouros fiz essa opção e particularmente prefiro assim. Não tendo aptidão para os serviços domésticos eu decidi contratar uma faxineira quinzenal, como trabalho em casa e sou um pouco bagunceiro essa é a melhor opção para manter o ambiente habitável. Patrícia surgiu por indicação de uma amiga, imagino que ela tenha lá seus quarenta anos, tem a pele bronzeada, magrinha, com um bumbum pequeno e seios grandes e volumosos, desde que a vi pela primeira vez um desejo difícil de descrever tomou conta do meu corpo. A ducha de água fria veio com a nossa primeira conversa, Patrícia disse ser bem casada e aquilo pra mim foi decepcionante, pois, sou um cara muito educado e respeito muito as mulheres, ainda mais as casadas. O que eu não imaginava é que Patrícia sabia muito bem discernir entre o prazer sexual momentâneo e uma relação estável de amor, ou seja, para Patrícia a traição só acontece quando a pessoa sente afeto por outra que não seja o seu parceiro, mas que o simples fato dela gozar os prazeres da vida não a tornava uma pessoa pior, continuando sendo a mesma trabalhadora esforçada e carinhosa com seu marido. Infelizmente até eu descobrir que Patrícia pensava desse modo levou algum tempo. ...
    Como dito anteriormente, respeito as mulheres e o fato de Patrícia trabalhar pra mim me deixava numa situação desconfortável para dialogar com ela qualquer assunto que indicasse a ela o meu desejo em vivenciarmos uma aventura sexual, o que era agravado por eu saber que ela era casada. Nessa difícil situação em que razão e emoção estavam conflitantes decidi fazer uma espécie de jogo para tentar descobrir até que ponto Patrícia estaria interessada em ter alguma relação comigo sem que minha abordagem fosse ofensiva. Patrícia sempre sobe direto para meu apartamento sem a necessidade de interfornar, visto que o porteiro já a conhece, apenas batendo em minha porta logo que chega. Diante desse cenário o meu primeiro teste foi simular que tinha perdido a hora, assim, Patrícia bateu a porta, mas eu demorei a atender e quando o fiz estava de camiseta e com uma cueca box branca. Para minha decepção Patrícia não demonstrou qualquer reação, seja de admiração ou espanto, eu então pedi desculpas pelo traje, disse que estava dormindo e em seguida coloquei uma calça. Já estava sem esperança de que ela se interessasse por mim quando precisei usar o banheiro, porém, Patrícia estava o limpando nesse momento, então fui ao banheirinho que ela usa para se trocar. Lá estavam sua bolsa com seus pertences e a roupa que ela costuma trocar, ela trabalha sempre com uma calça legging e uma blusa folgada que evidencia bem seus seios volumosos. A surpresa, no entanto, ficou por conta de uma calcinha que estava ...
«1234»