1. First Act. Cap 3 O fim!


    Encontro: 15/12/2017, Categorias: asiático, Sexo, Romance, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Davi&Magnus, Fonte: CasadosContos

    Olaaa pessoas! Para os que leem eu sei!! Eu sumi não é? Ahahah mas voltei! pafa finalizar infelizmente..estou passando momentos difíceis! Agradeço a todos que leram, as todos os comentários! -Aí garoto se toca! Isso foi um teste, e você não passou! Vou pensar no seu caso. Não disse que vou me casar com você! -Disse jogando ele na cama e saindo do cômodo para ir pedir ajuda pra tirar aquele animal do banheiro. ********* MESES DEPOIS -Finalmente chegamos! Não aguentava mais ficar naquele navio! -Dizia andando e deixando ele com suas malas para trás enquanto as minhas continuavam paradas onde estavam. Ao ver a cena não pude perder a oportunidade. -hey..onde você vai? -Disse chamando-lhe a atenção. -Ué, pra charrete! -Disse fazendo uma cara de interrogação. -E minhas malas vão andar sozinhas até a charrete? -Disse apontando para as mesmas incrédulo. -O que está esperando pra colocar elas na charrete? -Mas eu estou carregando as minhas. -Disse ele com cara de sofrimento. -Se vira, põe as minhas primeiro. -Disse soltando um risinho de lado. Ele soltou suas malas e colocou as minhas primeiro, e só então colocou as dele. Entramos na charrete e fomos em direção à nossa casa, que por sinal era uma mansão maravilhosa. Pelo menos isso, não é mesmo? Ao entrarmos eu ficava cada mais encantado com cada cômodo, e assim já fiquei em meu próprio quarto desfazendo minhas malas que haviam sido postas lá minutos antes pelos empregados. Logo em seguida resolvi tomar naquela banheira maravilhosa ...
    que me cantava só de olhar pra ela. Me acomodei nela e comecei a refletir como seria a minha vida ao lado de Magnus. "É, até que não pode ser tão ruim assim! Apesar dele ter cara de babaca ele é gostoso. Acho que vale a pena arriscar!" Logo após o banho resolvi me deitar na minha cama apenas com roupas íntimas, e assim acabei tirando um pequeno cochilo que não durou tanto já que ouvi um barulho de porta logo seguido de passos se aproximando da cama que se tornaram em barulhos de alguém subindo na mesma. Enquanto isso eu simplesmente fingia que dormia, quando sinto uma mão em uma de minhas nádegas. Logo em seguida sinto minhas roupa íntima começar a ser tirada, mas isso eu não pude aturar. Fingi que estava acordando e soltei um simples e calmo. -O que está fazendo? -Disse apoiando no braço e entrando em baixo das cobertas. -Quero tanto te comer de novo, essa sua bunda é extraordinária. -E sela minha boca. -Mas você é muito abusado mesmo não é não? -Disse com a boca virada enquanto virava os olhos demonstrando raiva. -Hoje eu quero tentar algo novo. Então ele entrou embaixo das cobertas, tirou minha cueca e pôs meu membro na boca. -O que está fazen..OHHH!! -Logo que senti aquela boca ali eu não aguentei. Segurei em seu cabelo e o forcei mais ainda. -Olá, senhor Davi posso entrar? -Disse uma das empregadas batendo na porta. - NÃO! E-E-estou trocando de roupa! -Disse nervoso, um nervoso que estava aumentando meu tesão. -Você precisa de mais alguma coisa? -Disse ela. -Não...muito ...
«12»