1. Relatos de um Escravo - Parte 11


    Encontro: 11/12/2017, Categorias: Sadomasoquismo, BDSM, Gays / Homossexual, mestre, escravo, Humilhação, Autor: Bruno, Fonte: CasadosContos

    Cap. 13 - Promessa. O celular vibrou no bolso, sentindo um friozinho na barriga ele sorriu. Havia uma mensagem. Enviado as 07:35:23 por Adriano: Está ai verme? Era a primeira vez que conversava com ele desde a assinatura do contrato. E também era a primeira vez que lhe chamava de verme. Não era algo que gostava ou que lhe desse prazer. Agora de fato era escravo dele e submissão tinha que ser parte da sua nova vida. De Jonas as 07:35:40: Sim estou, bom dia! Enviado as 07:36:30 por Adriano: onde você está? De Jonas as 07:36:50:Estou no trabalho e você? Enviado as 07:40:23 por Adriano: vou falar pela ultima vez, me chame de SENHOR antes de falar comigo, entendeu? Quando não fizer será punido. De Jonas as 07:40:30: Entendi senhor... Enviado as 07:41:27: primeiro dia sendo meu escravo, há tempos não sentia isso. Tenho que moldar você para deixá-lo do jeito que eu gosto. Jajá vira uma puta submissa. Jonas respirou fundo olhando o visor do celular, logo demorou um pouco para responder. De Jonas as 07:45:11: Sou escravo do senhor agora. É estranho ter que dividir minha vida com alguem. Enviado as 07:46:29 por Adriano: não vai dividir nada, vai ser meu agora. De Jonas as 07:47:11: O senhor não é ciumento é? Vejo que deixa outras pessoas comerem seus escravos. Enviado as 07:47:55 por Adriano: não confunda as coisas verme, eu sou possessivo com meus escravos. O fato de deixar um ou outro te comer não muda isso. De Jonas as 07:48:17: Se me entregar para o Senhor, o senhor vai cuidar ...
    de mim? Enviado as 07:49:23 por Adriano: claro. Você é meu agora puto. Virou minha resposabilidade. Jonas sorriu. Enviado as 07:51:09 por Adriano: Meu pau ta cheio de sebo para vc limpar. Ta sentindo saudade da sua boca. Vou bater um mijão aqui imaginando essa boquinha sua engolindo tudo. Jonas imaginou o pau grande e grosso do dono, levemente curvado para o lado. Os pentelhos negros e o sacão lhe davam muito tesão. Logo se imaginou ajoelhado e o mijo dele vindo em sua boca. Não gostava daquilo mas sentia tesão. Era estranho. De Jonas as 07:53:17: Hum... vontade de sentir seu pau de novo. Enviado as 07:55:02 por Adriano: e eu com vontade de fuder esse cu frouxo de novo. Quero colocar você na linha logo para não ter problemas. E fica avisado que salvo trabalho você não deve dar um passo sem eu saber onde está indo. E quanto aos seus amigos, pode esquecê-los. Agora sua vida se resume a mim. E não tem descanso não verme, é apenas eu e eu. Estendeu? Esse lance dos amigos pegou Jonas de surpresa. Tinha algumas pessoas na vida que não poderia abrir mão. Mas a forma que Adriano falou. Há algumas semanas as palavras dele não teriam tanto impacto em suas ações. Agora, lendo aquelas mensagens ele sentia certo receio de não fazer o que ele mandava. Era como se a brutalidade dele lhe deixasse com medo. Jonas respirou fundo. De Jonas as 07:57:56: ok senhor, vou bater ponto, bom trabalho! Cap. 14 – Marca pessoal. Adriano lhe esperava sentado no sofá com o olhar rígido de sempre. Usava uma ...
«1234»