1. COMO APRENDI A VIVER A VIDA. 2.6


    Encontro: 05/12/2017, Categorias: Amor, Paixão, Duvidas, Médicos, Primo, Reencontro, nova fase, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Hugo, Fonte: CasadosContos

    Olá pessoal, voltei... Ainda hoje posto a segunda parte desse capitulo! Abraço e até mais. #COMO APRENDI A VIVER A VIDA# Não demorou muito e Paty chegou acompanhada de uma senhora muito elegante. - Meu Deus, quem é viva sempre aparece! Resolveu dar as caras né Patrícia? - Paulinho eu estava viajando... Comecei a namorar um Alemão, estava visitando a terra natal do meu loiro. - Eita que depois quero conhecer esse Alemão! - Então... Eu trouxe essa amiga minha, ela tem sentido umas dores de cabeça crônica e nessa última semana teve alguns desmaios. - Prazer, sou Paulo! - falei me aproximando daquela mulher sentada em uma poltrona na recepção. - Olá doutor, Patrícia me indicou você. Disse que era um dos melhores neurologistas do estado. - Não é pra tanto rs, mas vamos ver no que posso lhe ajudar. Me acompanhe até meu consultório, por favor! - Então... Me explica melhor os sintomas que vc tem sentido. - Ha mais ou menos um ano eu comecei a sentir umas pontadas na cabeça, essas pontadas evoluíram para uma dor de cabeça crônica que não passa, nem com analgésicos. E nessa última semana as dores aumentaram e eu não tenho suportado e tenho tido alguns desmaios. - Certo! Vc caiu? Bateu a cabeça ou algo do tipo? - Não doutor, nunca aconteceu nada do tipo. - Preciso de alguns exames... Vou pedir uma ressonância magnética completa do seu cérebro. Vou te passar essa receita, esse medicamento vai te ajudar com as dores, se houver algum desmaio me procure! - Tudo bem doutor! Mas será se é ...
    algo grave? -Olha... É, me desculpe, mas como é o seu nome? - Desculpe rs, sou Marisa Sá Goulart. - Hum, não me é estranho esse nome, desculpa a pergunta, mas você é parente de Maurício Sá? - Sim, ele é meu filho. - Certo! Dona Marisa, queria que vc fizesse esses exames o quanto antes, não posso dar diagnóstico sem exames! Quanto fizer os exames me procure para sabermos o motivo dessas dores de cabeça. -Muito obrigado doutor! Até mais. - Eu lhe acompanho até a recepção! - E então? - perguntou Paty que ainda aguardava. - Pedi alguns exames e logo ela voltará para sabermos o motivo das dores. - Muito obrigado pela Atenção meu amigo! - Não foi nada Paty, vamos marcar de sair essa semana... Colocar os papos em dia, já ficou sabendo que seu amigo voltou de Orlando? - Ouvi dizer... A mãe dele estava mal né? - sim! E por ironia do destino, eu quem a operei. - Então vocês já se falaram? - Sim... Mas não quero falar disso agora, vamos sair e conversar! Paty saiu acompanhada da mãe de Maurício que parecia ser diferente do filho, tinha sido simpática. Segui a manhã atendendo meus pacientes na clínica e a tarde fui para o hospital. Cheguei ao Hospital e logo fui anunciado na recepção que estava tendo uma reunião para apresentação de novos médicos ao quadro de funcionários. Eu já sabia de quem se tratavam as apresentações,só fui até La por causa da ética. - Boa Tarde Pessoal! Essa reunião foi marcada para recebermos nossos novos colegas, os dois formaram-se na USP e são amigos antigos do Dr. ...
«1234»