1. Como fui seduzida por meu pet – Relato 1


    Encontro: 02/12/2017, Categorias: Zoofilia, Autor: Mari Gitz, Fonte: ContoEroticoComBr

    Primeiramente meu nome é Mari, não é apelido é meu nome mesmo, tenho 19 anos e agora depois de adulta me deparei com várias questões sexuais, desde minha adolescência eu sempre tive muito contato com tudo que se relaciona ao assunto, contato indireto na maioria das vezes mas que sempre me aguçaram o sentido, um sétimo sentido, sensibilidade sexual talvez rsrs. Nasci no interior do Paraná, onde morei até meus 10 anos, acho que por isso sempre gostei de animais, na verdade sou uma amante da natureza, animais e seres humanos são os principais gostos. Antes vou me descrever; 19 aninhos recém completados como citei, branca de olhos claros e cabelo castanho bem clarinho quase loiro, 1,69 de altura e confesso que um pouquinho acima do peso, tô tentando entrar em forma rs Sem muita enrolação vamos aos fatos; Quando eu tinha 14 anos eu passava muito tempo em casa pois minha mãe trabalhava fora e meu padrasto passava uma semana em casa e outra viajando ou no trabalho, nunca entendi ao certo. Em casa tínhamos dois dogs um poodle com nome de “nego” e um doberman chamado alpha, nunca tivemos fêmeas pois minha mãe sempre achou que daria mais trabalho. Eu nessa época tinha mais intimidade com o nego nosso poodle carinhoso e todo cheirosinho até o dia que minha mãe me mandou começar a cuidar dele, dar banho, por ração e tudo mais. No começo era um saco, mas comecei a perceber que sempre que eu ia dar banho ele coloca o pauzinho pra fora, era bem vermelinho e eu achava uma graça, com o ...
    tempo comecei a chamar de meu bebê, deixar ele dormir comigo e tudo mais, o nego era bem calminho e sempre ficava na minha cama quietinho. Meu love com ele começou um dia quando voltei da escola e vi ele no portão doido pra sair, acho que tinha alguma cadela no cio por perto, daí levei ele pra dentro e coloquei na coleira, coisa que odeio fazer, é um pouco triste pro bichinho rs Eu tava estudando na sala quando ele começou a querer pular sobre uma almofada e querer “cruzar” e eu fiquei observando e rindo, rapidamente me veio na cabeça a ideia de fazer gracinhas com ele, nesse momento eu fui lá pra perto e coloquei a almofada em uma posição que ele se ajeitasse, ele ficava balançando seu pauzinho no ar como se tivesse procurando algo, algumas vezes ele esbarrou o pau no meu braço e eu achei super quentinho, até então nunca tinha namorado nem tido relações sexuais. Percebi deixei o nego meio maluco e resolvi segurar o pau dele até ele se aliviar, pra quem já fez isso sabe o quanto é gostosinho ele ficar pulsando na mão e soltando uns jatinhos rs O nego tava muito tarado e começou a ficar ofegante e fazer movimentos mais rápidos e mais rápidos até que resolvi colocar aquele cacetezinho na boca, daí me abaixei, e fiquei bem próxima, de vez em quando ele se virava pra me lamber e lamber o pau tbm. Foi incrível, aquele pauzinho pulsando na minha boca, e jogando um líquido meio salgadinho, indescritível a sensação, uma mistura de nojo e estranheza mas ao mesmo tempo eu tava com a ...
«12»