1. De gostoso


    Encontro: 20/11/2017, Categorias: Grupal, Autor: vinicius236, Fonte: ContoEroticoComBr

    Corpo do conto Como todos os fins de semana vamos fazer nosso passeio, ao entrarmos nessas lojas grandes que vendem de tudo passamos pela seção de lingerie, e minha safada esposa foi logo pegando uma “micro calcinha”, branquinha “fio dental”, com a parte da frente transparente e foi logo dizendo. “Usaremos essa gostosura hoje!”. Fiquei empolgado e não via a hora de chegar em casa para fazermos nossas “Grandes Putarias”. Após meu banho coloquei meu roupão de verão, logicamente sem nada por baixo já pronto para uma investida, Adriana foi tomar seu banho, aproveitei abri um bom vinho, servi duas taças, baixei a tonalidade das luzes na sala, coloquei um som apropriado e fiquei aguardando, já com meu pau na mão latejando pensando como eu comeria aquele cuzinho com aquela calcinha linda. Adriana saiu do banho também usando seu hobby semi-transparente, exibindo em baixo sua silueta e percebi que estava usando seu brinquedo preferido, (cinta com um vibrador realístico), muito parecido com o verdadeiro, próximo ao meu, fiz cara de surpresa, a safada foi logo tirando a calcinha de seu bolso e falando, “essa é pra você, hoje vou comer esse cuzinho gostoso”. Na hora levantei já com meu pau latejando só de imaginar eu com aquela calcinha enfiada no meu cu, e ela me agarrando por trás e enfiando seu pau lubrificado bem fundo no meu cu. Ofereci uma taça de vinho a ela enquanto eu dispensava o roupão e colocava a calcinha, já ajeitando meu pau naquela minuscula maravilha, lógico que sobra ...
    pau pra fora na parte frente onde sua transparência mostrava a parte de baixo, brindamos bebemos um pouco ela já respirando fundo “doida para me comer”, já me comendo com os olhos e foi logo passando a mão em meu rego gemendo e dizendo, “que delícia de cuzinho, vou comer voce todinho até gozar”, meu pau já “babando”, de vontade, dispensamos o vinho, ela sem roupa apenas com sua cinta exibindo seu pau duro, virou meu corpo para o sofa e fez-me ajoelhar com a bunda pra fora e já aberta com o fio dental, começou a me lamber por cima do cordão da calcinha deixando molhadinho e lubrificado. “Vou “arregaçar esse cu” dizia gemendo e respirando cada vez mais ofegante, “quero enfiar tudo até o saco”, eu já com meu cú piscando, já auxiliando Adriana, abri minha bunda com as mãos, pedindo para que ela me comesse. Começou a passar a cabeça daquele Pinto em meu rego e empurrando aos poucos com calcinha e tudo, foi logo tirando aquela tirinha para o lado, ja com seu lubrificante aberto na mão começou a enfiar seu dedinho para abrir espaço para seu tesão, logo já estava com os dois dedos circulando, eu já quase desmaiando de tanto prazer, colocou sua cabeça na portinha e foi enfiando, eu já sendo invadido aos poucos me arrombando e alargando meu cu, gozei mesmo antes dela terminar sua vontade, mesmo assim não parou, eu já praticamente louco de tesão não demorou, para entrar novamente no ritmo e comecei a ir pra frente e pra trás sem querer parar, aquela delicia me estuprando, minha mulher já ...
«12»