1. A primeira vez que vi garotas que gostam de garotas


    Encontro: 16/11/2017, Categorias: Grupal, Autor: kaplan, Fonte: ContoEroticoComBr

    (escrito por Kaplan) Hoje é muito comum ver-se garotas transando com garotas. Particularmente neste novo século, o relacionamento entre pessoas do mesmo sexo tornou-se mais conhecido. Talvez porque fosse tão censurado antes, ninguém imaginava como tomaria vulto depois que as pessoas resolveram se assumir em sua sexualidade. Homens com homens, mulheres com mulheres. É comum se ver casais formados por pessoas do mesmo sexo. Mas na época em que eu fazia faculdade, no século passado, raramente se via isso. Entre homens era possível ver. Não porque assumissem viver juntos ou que andassem de mãos dadas ou aos beijos em público. Isso não se via. Mulheres, então? Praticamente impossível. Portanto, vocês, leitores e leitoras, podem imaginar a perplexidade que ficamos, eu e alguns colegas, quando demos uma festa na república em que morávamos, e as garotas ousaram se revelar. Na verdade, elas não eram homossexuais, pois já havíamos transado com todas, mas revelaram para nós a possibilidade da bissexualidade. Foi chocante, mas, com o tempo absorvemos bem a coisa e passamos a encarar com naturalidade. Quando a festinha começou, éramos cinco caras e cinco garotas. Depois de esvaziarmos não sei quantas garrafas de cerveja, começaram as “gracinhas” de caráter sexual. Débora desafiou o Rogério a ficar de pau mole com ela sentada no colo dele. Ele topou o desafio e ela abaixou a calça, a calcinha, sentou-se e ficou relando no corpo dele, ainda totalmente vestido. Sob os aplausos dos demais, ...
    ela subia e descia com a bunda no corpo dele e ele fechava os olhos para fugir da tentação e não deixar o pau subir. Até que ela desistiu, aceitou a derrota, vestiu-se. Cumprimentamos o Rogério… como ele tinha conseguido aquela proeza? Só de ver muitos de nós ficaram excitados, mas ele aguentou firme. Dali a pouco eu vi o Mateus sentado numa mesa com a Claudia do lado e a Fátima chegou-se a eles. E ela fez o desafio para o Mateus. Ele conseguiria não se excitar vendo as duas exibirem os seios para ele? Louco para ver, ele disse que tentaria. Então a Fátima levantou a blusa e balançou os seios na frente dele, que arregalou os olhos. De fato, os seios dela eram belíssimos! E a Cláudia também levantou a blusa e mostrou os seios para ele. Abriram a braguilha dele e verificaram que o pau estava mais duro que pedra. Riram até não poder mais e voltaram para a sala onde os outros estavam. Aí é que aconteceu o lance. A Mariza, que morava com a Márcia, falou que iria beber um pouco de cerveja no corpo da amiga. Ficamos perplexos… era comum os homens fazerem isso com as mulheres… Mas nem tivemos tempo de raciocinar direito. A Márcia desnudou-se completamente, admiramos todos a beleza do corpo dela. Deitou-se na mesinha de centro. E a Mariza veio com o copo, derramou um pouco na altura do pescoço dela e deixou escorrer… e veio lambendo, da xotinha aos seios e para nossa surpresa, culminou com um beijo demorado nos lábios dela. Eram duas sorrindo e oito de olhos arregalados. As outras ...
«12»