1. Elas começaram me chupando… depois chegaram os outros


    Encontro: 08/11/2017, Categorias: Grupal, Autor: kaplan, Fonte: ContoEroticoComBr

    (escrito por Kaplan) Eu poderia ter dado outro titulo para este relato, algo como “Uma divertida e sexy tarde na república”, pois foi isso que aconteceu. Estávamos em julho, e por conta de uma greve dos professores, só teríamos duas semanas de férias, em vez do mês todo como era habitual. O resultado é que muitos estudantes desistiram de ir viajar para suas cidades e ficaram. E como não havia provas, nem trabalhos… só teve farra! Uma tarde eu e meus dois companheiros de república, Lucas e João vivemos deliciosos momentos com a presença de quatro gatíssimas colegas, Márcia, Mariza, Fátima e Gilda. Eu fui beneficiado em primeiro lugar, porque quando elas chegaram, meus dois colegas ainda não tinham chegado. Haviam saído por um motivo que não me lembro e se atrasaram, porque tínhamos marcado com elas às 15 horas. E até 15:30 eles não tinham chegado, então as quatro resolveram me atacar. Me jogaram na cama, tiraram minha roupa toda e elas se despiram. Então, no meio de muito riso, as quatro começaram a me chupar o pau. E pareciam estar numa disputa ferrenha, claro que de brincadeira. A Márcia foi a primeira a pegar em meu pau, ficou me dando uma masturbada, endureceu-o o suficiente para começar a lamber. E logo a Fátima e a Mariza ocuparam o lugar dela, ficaram me chupando, me lambendo, a Márcia assistindo e a Gilda louca para sobrar um pouco pra ela. Mas ninguém conseguiu mais nada. A Mariza não soltou minha pica por nada deste mundo, fazendo as outras gargalharem e ...
    reclamarem: – Mariza, dá um tempo, também quero – disse a Gilda. Nem resposta teve. A Gilda foi lá para trás e começou a passar a mão na bunda da Mariza para ver se ela me soltava, mas nada… e aí os risos da Márcia foram ouvidos: – Gilda, não adianta… ela gosta de mãos femininas passando na bunda dela! O pior é que, de tanto ela me chupar eu senti que estava a ponto de gozar. E avisei: – Mariza, eu estou quase gozando… Aí ela tirou a boca, mas segurou firme. – Eu quero que você goze mesmo… aí você não conseguirá comer ninguém! – Acha mesmo? Pois eu vou gozar na sua boca e te garanto que dez minutos depois eu vou te enrabar. – Kakakaka… até parece! – Pois vá em frente! E ela foi mesmo e aí não deu outra. Gozei. As outras riam sem parar. E mais riram quando ela não engoliu o gozo, pelo contrário, devolveu-o em direção à minha barriga e pica. Me lambrecou todo. Xinguei ela demais e todo mundo gargalhava vendo aquela cena. – Espera um pouco que você vai ser enrabada, sua fedaputa! – claro que era brincadeira, mas eu ia tentar mesmo! Só que ela e a Gilda e a Fátima saíram correndo pelo corredor. A Márcia me ajudou a me limpar e entrou no chuveiro comigo. Ela sempre foi mais carinhosa mesmo! Ganhou muitos beijos pelo favor. Me limpou todo e aí eu esqueci as outras e fui pra cama com ela, ficamos nos amassos até que minha pica endurecesse de novo. As três fujonas encontraram o Lucas e o João que chegavam. E agarraram os dois no corredor mesmo. Quando os viram, Gilda e Fatima tiraram as ...
«12»