1. Uma noite na Varanda


    Encontro: 06/11/2017, Categorias: Grupal, Autor: escritorsensual, Fonte: ContoErotico

    Como eu já referi em outro conto, perto da minha cidade, existe uma serra, uma Praia, e posso dizer que tbm tem um rio e um Porto de pesca, isto tudo para que???? perguntam vcs... para terem noção da vista que existe no meu apartamento, que só peca por ser um r/c.No Verão eu e a minha mulher, muitas vezes vamos para a varanda da frente, beber caipirinhas e ler livros sentados nos nossos puffs, a nossa varanda tem uma grande desvantagem, é mesmo ao nível da estrada, e quem passa na rua sabe logo que estamos lá. Seria por esse motivo que nunca nos tinhamos lembrado de fazer alguma coisa por lá.Até que uma noite, estávamos nós na varanda como normal, eu de calções e t.shirt de cavas, e ela com uma blusinha tipo vestido, sem soutien, e com um fio dental, mesmo fio... de repente a porta do prédio abre e sai a nossa vizinha (aquela que ja tinha estado connosco), e olha para a varanda e apercebendo-se dos nossos copos, diz que assim era qualidade de vida e que tbm queria... A minha mulher não se fazendo rogada, disse, "nos dá mais meia hora, para as crianças dormirem e vem cá ter connosco que o meu marido faz mais uma rodada para todos"... ela brincando, diz, ok, mas é para vir vestida igual a ti, e a minha mulher piscando o olho e abrindo a blusa de repente, sim é para vires assim... e rimo-nos todos, entretanto a vizinha foi deitar o lixo fora e ao entrar já a minha mulher a provocava com a mão na xaninha e a brincar com os dedos, a vizinha claro que ficou louca e disse, eu já ...
    venho, e a minha mulher disse que a porta iria ficar encostada...entretanto fomos para dentro e fomos deitar os miúdos, eu fui para a cozinha preparar mais caipirinhas, (bem recheadas de alcool) e voltámos para a varanda, quando eu ia para sair a minha mulher me disse, "pára amor, estás muito vestido", e foi ao quarto buscar um dos fios dental dela, e me disse para eu vestir e ficar só assim... Claro que acedi, as bolas ficaram de fora, e a cabeça com a excitação toda, tbm já estava de fora... Entretanto sentimos a porta da entrada de casa a fechar, e ambos ercebemos que tinha sido ela a entrar, quando ea chega a varanda, olhamos e claro vinha ela, com uma lingerie preta de ligas sem soutien e com uma camisa toda transparente sem mais nada, (para quem não leu o outro, ela vive no terceiro andar e nunca usa elevador) a minha mulher vira-se para ela e diz-lhe, sabes que podias ser vista?? e ela reponde, e fui o velhote do segundo de certeza que neste momento ja está agarrado ao pau... e rimos todos... começámos a beber e a vizinha sem perder tepo, começou logo a mamar a cona da minha mulher, claro que a minha mulher não se faz rogada e abocanhou o meu pau, apenas desviando o fio dental para o lado... gemidos atras de gemidos, em surdina devido Às bocas estarem cheias, elas iam cada vez mais se torcendo, até que eu me deitei de lado e comecei a lamber a cona da minha vizinha... a minha mulher ao ver isso, virou-se de barriga para cima, e deixou-a lamber-lhe a cona toda e ao mesmo ...
«12»