1. Um vizinho sacna


    Encontro: 12/10/2017, Categorias: Traição / Corno, Autor: tiozinho2, Fonte: ContoEroticoComBr

    Um vizinho sacana autor: tiozão publicado em: 11/07/15 Olá, Este fato é verídico e aconteceu há algum tempo. Chamo-me Fábio e o nome dela é Rose. (fictício). Rose é o tipo de mulher normal, simples, boa esposa e boa dona de casa. Somos casados há alguns anos e ela nunca aparentou faltar algo em casa ou na cama. Na casa ao lado da nossa, mudou-se um casal , vou chamá-los de Zé e Claudia. Claudia, uma mulher sem atrativos, meio relaxada , diria talvez um tanto, judiada da vida. Já seu marido, ex-policial , tipo sarado que costuma malhar e tal. Passamos a ter amizade com ambos, e com o tempo percebia os olhares do Zé em cima da Rose, mas como tínhamos amizade , não levei isso a sério. Claudia e Zé trabalhavam fora, assim como eu , já Rose , estava sem trabalho há algum tempo. Tudo começou a ficar estranho quando o Zé resolveu tirar férias e ficar em casa, pois algumas vezes eu saia para trabalhar e por algum motivo ligava em casa, mas ninguém atendia, mas Rose ia ao mercado ou ao banco. Cerca de duas semanas depois, tive um problema no trabalho, foi algo com a eletricidade do prédio e o conserto demoraria então fomos dispensados. Estava ansioso para chegar em casa e encontrar Rose, assim passar o dia junto. Cheguei , guardei o carro e entrei , mas Rose não estava novamente, o jeito então era aguardar ela chegar. Fui até a cozinha pegar uma cerveja, “ estava calor “, e algo me chamou a atenção. Nossa escada usada para pequenos consertos na casa estava no quintal, aberta e ... encostada ao muro para o lado da casa do Zé e Claudia. A curiosidade me fez ir até lá, não vi nada no muro, subi em seus degraus e olhei do outro lado, onde também havia uma escada, ops!!!!!!!!, será que há algum problema? Desci do outro lado e me encaminhei a casa , esta estava aberta e fui entrando, quando fui chegando à sala , escutei alguns ruídos, então em silencio me aproximei. Quando olho , me assustei e voltei para trás, pois Rose , estava completamente nua, junto com o Zé também nu, estavam aos beijos. Fiquei nervoso, pensei em fazer uma besteira, me deu um ciúme gigantesco, o coração disparou e foi parar na garganta, tentei soltar um berro ,mas não saiu, fiquei tremulo, com a adrenalina à milhão, pensei que ia ter um treco, mas junto a isso tudo , senti meu pau endurecendo e o tesão aumentando e em pouquíssimos segundos parecia que ia explodir de tão duro. Tentei me acalmar , procurei ficar escondido para que não me vissem , e fui olhar novamente, pois aquilo estava sendo absurdo , sei lá , sensação estranha etc. Comecei a observá-los , estavam em pé , ainda se beijando, ele estava com a mão massageando a buceta de Rose , que por sua vez o punhetava, olhando agora com mais calma, meu tesão aumentou, mas meus pensamentos não me deixavam em paz. Resolvi ver até onde isso ia, com certeza iríamos nos separar a partir dali, mas apesar de tudo estava curioso. Ela se ajoelhou, e ainda massageando o pau dele começou a chupá-lo, seu pau tinha algo entre 18 e 20 cm, bastante grosso, ...
«123»