1. Apaixonado pelo cara que divide apê comigo 16


    Encontro: 09/10/2017, Categorias: Paixão, Amizade, Atração, Amor, morar junto, Universidade, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Zacry, Fonte: CasadosContos

    É, hoje é o dia que ele iria. Levantei e fiz o usual. Banho, se vestir...coisas que todos fazem quando acordam. Sai para comer algo e encontrei Yuri, já acordado. - Você não ia ter aula só as 9hrs? - Acordei e não consigo mais dormir- falou tomando um gole de seu habitual café- Está com um cara...- ele parou e eu completei - Péssima, eu sei- disse eu fazendo uma xícara de chá, com a água quente que havia sobrado do café do Yuri- Você não sente frio?- ele só anda de cueca- Eu estou me congelando aqui - Sou hot...em todos os sentidos- disse piscando pra mim. Só dei um riso fraco e ele continuou- você não está muito pra brincadeira hoje né? - Meu mau-humor matinal combinado a hoje...é não estou muito Ele só me olhou com um olhar de pena. Lá estava ele no seu lugar normal. Cumprimentei todos e sentei do lado de Alexandra. Que estava com a mesma cara de Yuri. Mas nenhuma das garotas olhavam pra ele. Acho que por solidariedade a mim. Sei lá. Teve aquele momento chato de apresentação dos professores. Os 2 de hoje eu não havia gostado. Talvez a situação não estava propicia também. A aula havia acabado e tudo indicava que os próximos momentos ali seriam um tanto quanto tristes. Eu não estava afim de passar por aquilo. Porque ele tinha que vir hoje? Não podia ficar em casa? Odeio despedidas. Eu esperei Rebeca e Alexandra, para não ter que passar por ele sozinho, que estava algum metros a frente. - Posso?- diz ele segurando meu braço quando passamos em frente dele - Não- disse ... Alexandra meio brava e me arrastando com ela - Me deixa Alexandra. Eu quero falar!- não adiantou porque Rebeca se juntou a ela, me impossibilitando de passar - Pra que? Já não conversaram antes? Agora foi. Ou vai querer dar um beijo de despedida e dizer “Eu te amo, foi ficar esperando por você”?- Alexandra nunca tinha dito algo tão puxão de orelha pra mim- E se ele um dia voltar, você não vai ficar correndo atrás! Senão nunca mais olho na sua cara...não seja assim!- lol ela estava sendo bem disciplinar. Eu só pude olhar para traz e ver ele correspondendo o olhar. Teria cortado o coração se ele fosse honesto e no momento que recebeu a confirmação tivesse nos contado. Pelo menos não fizemos sexo. Automaticamente lembrei que em um momento ele falou que teríamos tempo. Ele realmente achou que eu ia com ele nessa maluquice. Embora nós não termos tido tempo de aprofundar tanto nosso sentimento isso não me impediu de chegar em casa com a cara pior da que eu sai. Pelo menos eu teria um tempo sozinho, já que como foi o primeiro dia do semestre, sai antes. Enganado estava eu! Putz...esse cara não tem muitas aulas. E não gosta de roupas mesmo. - Mal?- perguntou pra mim da sacada - Sim- fui direto pro meu quarto, jogando a mochila em algum canto, que não fiz questão de saber qual era e caminhei até minha janela. Estava nublado, mas não parecia que iria chover. Havia um vento fresco e uma melodia em alguns apê’s abaixo...alguém estava ouvindo música ou tocando violão. - Marcos?- uma voz chama por ...
«1234»