1. Ela preparou o café da manhã pro marido e pro amigo… aí rolou


    Encontro: 08/10/2017, Categorias: Grupal, Autor: , Fonte: ContoEroticoComBr

    (escrito por Kaplan) Um belo casal, liberal: Cássia e Crispim. De brincadeira, os chamávamos de “o casal CC”. A princípio estranharam, mas depois não se incomodaram. E assim ficaram conhecidos. Ela era loura, alta, mulher decidida. A gente percebia que ela é que dava as cartas em casa. Será que era em tudo? Um amigo nosso, Pedro, acabou descobrindo que sim. Quem dava as cartas em tudo e principalmente “naquilo” era a Cássia. E ele foi o felizardo que descobriu essa faceta do casal CC. Aconteceu de o apartamento dele estar em obras e o Crispim, então, convidou-o para pernoitar na casa deles enquanto as obras não terminavam. Na verdade, seria apenas umas duas noites, porque as obras já tinham acabado e agora os trabalhadores estavam pintando o apartamento todo. E, naquela época, as tintas exalavam um cheiro muito forte, era quase impossível dormir respirando aquilo. Por isso ele aceitou a oferta do Crispim e passou a noite lá. E foi de manhã que ele teve o prazer de ver acontecer o que vou narrar agora, repetindo fielmente o que ele me contou: Acordou, tomou banho, vestiu-se e foi para a copa. Imaginava que teria o café da manhã incluído na cortesia do casal… teria, de fato. O que ele não contava era que, enquanto conversava com o Crispim sobre a obra que fizera no seu apartamento, a dona da casa veio servir o café… vestida apenas com um corpete e uma calcinha, ambos brancos. Ele só não caiu duro, porque estava sentado. Olhou para o Crispim, que apenas sorria para a esposa. ...
    E ela, calma e tranquilamente, começou a colocar o café para ele, a descobrir as vasilhas onde havia pães de queijo, pão francês, bolos. Como é que ele iria conseguir comer alguma coisa naquela situação? Era o que ele pensava, mas quando viu os dois se servindo, como se nada de especial estivesse acontecendo, ele acabou conseguindo tomar uma xícara de café e comer alguns pães de queijo. Não sabia como iria levantar. Ficou aguardando e aí mais surpresa: – Muito bem, meninos, já estão satisfeitos? Agora é minha vez de terminar meu café da manhã e o que eu mais gosto de comer é linguiça. E hoje vou me fartar, já que tenho duas à minha disposição. Vamos lá pra sala? Compreendendo o que ela falava, mas ainda sem acreditar, Pedro acompanhou os dois até a sala e viu que ela sentava no meio do sofá e batia as mãos dos dois lados, indicando a eles que se sentassem ali. Então, ela foi conferir se as duas linguiças estavam no ponto para serem devoradas por ela. Sem qualquer cerimônia, ela abriu as duas braguilhas e colocou as duas picas pra fora. Segurou a do marido e foi chupar a do Pedro, depois fez o contrário, chupando o marido e segurando a do Pedro. Pedro já estava relaxado. Compreendera que ia rolar muita coisa interessante ali. E não ficou pensando em mais nada, ficou apenas curtindo a liberal Cássia abusar dele e do marido. Viu-a retirar a calcinha e, em seguida, ela tirou a calça e a cueca dos dois. – Marido, primeiro as visitas, né? – Claro, fique à vontade! Ela fez o Pedro ...
«12»