1. Oh!!!!! Que cuzinho gostoso minha mãe...


    Encontro: 07/10/2017, Categorias: Incesto, Autor: mayara 29, Fonte: ContoErotico

    Oh!!!!! Que cuzinho gostoso minha mãe...Conto de Mayara Nascimento FOlá, meu nome é Jaqueline e tenho 36 anos, aos dezesseis, engravidei do meu primeiro namorado, pois desde essa época eu já era louca por uma sacanagem, que aprendi com minhas colegas de escola. Éramos seis, eu e mais outras cinco amigas sempre arrumávamos uma desculpa pra irmos a casa de uma delas que estava sempre sozinha em casa na parte da tarde, pois os pais trabalhavam, e com a desculpa de estudarmos juntas e fazer trabalhos de escola acabávamos mesmo era vendo filmes pornôs que o pai dela alugava, e ela descobriu onde ele guardava, então quase todas as tardes tínhamos uma sessão pornô pra assistir e acabávamos na maior putaria umas com as outras, beijos, chupadas nas bucetas, lambidas no cu, mamadas nos peitinhos etc. Ate que tivemos a ideia de levarmos um colega nosso da escola e acabamos transando todas com ele, fazíamos a maior orgia, todas perdemos nossos cabacinhos com ele, e como era gostoso chupar aquela pica dele e engolir aquela porra deliciosa, isso durou alguns meses, até que o pai dessa amiga chegou em casa mais cedo e nos flagrou a todas, ameaçou contar a nossos pais o que fazíamos na casa dele, e nos chantageou, com medo acabamos cedendo e ele também comeu a nós todas, inclusive a própria filha que foi a primeira a entrar na vara dele, isso na nossa frente. Nosso colega esse dia não estava presente e acabou escapando de ser comido também, mas nos meninas, cada dia uma tinha que ir la pra ...
    ser comida por ele até terminar de comer as seis. Gostei tanto da pica do nosso colega que acabamos namorando e logo engravidei, tivemos nosso filho e só dois anos depois quando fiz dezoito e que casamos de fato, casamento esse que acabou a mais de cinco anos. Após a separação meu filho ficou morando comigo, e hoje com seus vinte anos é um belo rapaz, lindo como o pai, é alto igual e faz academia, e pratica artes marciais, de tanto ve-lo em casa sempre de shorts, cueca ou sunga passei a admirar aquele corpo lindo, gostoso, másculo, e a velo como um homem desejável e não mais apenas como filho. Depois da separação, me dediquei apenas a ele, e nunca tive alguém pra namorar sério, apenas alguns casos esporádicos, só mesmo pra transar, pois também não sou de ferro, e já estava cansada de ficar só me masturbando e fodendo com um consolo de silicone, queria um membro de verdade, quente com aquele cheiro característico de pica, e sentir aquilo duro e quente dentro de mim jorrando porra quentinha la dentro da minha buceta carente. O tempo todo olhando e admirando aquele belo exemplar de macho, não teve como eu não ficar com muito tesão, e passei a observar melhor o meu filho, e a deseja-lo como homem. Certo dia cheguei em casa e ouvi barulho de agua caindo no banheiro, me aproximei e a porta estava só encostada, curiosa empurrei a porta um pouquinho e vi meu filho embaixo do chuveiro, com o rosto virado pra cima enquanto a agua caia em seu rosto e descia pelo seu corpo, sua expressão ...
«1234»