1. Namorada participando de um menage


    Encontro: 07/10/2017, Categorias: Traição / Corno, Autor: cristina23livre, Fonte: ContoErotico

    Esse conto é a continuação da introdução da minha namorada no meio erótico, ela ainda é virgem e decidimos que só iria perder a virgindade na nossa lua de mel, eu com 37 e ela com 17 então imagina o tanto que foi gostoso, e ao mesmo tempo difícil de esperar até o casamento e até lá eu fui ensinando a arte gostosa do boquete e todo tipo de brincadeira, Para transar e matar essa necessidade que nos homens temos de transar eu chamava uma amiga minha de uma cidade próxima, nem tão bonita, mas muito gostosa de cama, uma amante antiga, ela queria fazer um menage a troi comigo, faltava escolher o outro homem, e nessa cidade que passei a morar eu tinha um amigo que gostava muito de trair a esposa dele com outras e eu fiz propaganda dessa minha amiga, mostrei fotos dela e ele ficou doido, então combinamos de nos encontrar os três, aí surgiu a ideia de colocar a Pat para assistir então combinei com eles que a Pat iria assistir nossa transa e todos concordaram. No dia marcado nos encontramos em casa e como eu havia dito a Pat a missão dela era deixar nossos bilaus duros para poder transar com a amiga, mas ela não precisou de muito esforço, meu amigo quando viu ela de calcinha e sem sutiã endureceu seu bilau de 19,5 X 7 na mesma hora, mas mesmo assim ela começou a beijar bem tímida, ele foi a loucura, e ficava dizendo que ia gozar, que ia gozar e ela parou o boquete por que ela ainda achava nojento gozar na boca, minha amiga que estava acostumada, tomou o bilau dela e disse que ia ... ensina-la como se fazia, enquanto ela começou a chupar a tora, eu comecei a penetra-la na florzinha por trás, minha Pat ficou dividida não sabia se olhava meu bilau penetrando a aranhuda da amiga ou se via o boquete, e quando ele gozou e viu a amiga grudada na tora, começou a esfregar a periquita dela por cima da calcinha, ficou muito excitada, depois de um tempo ela perguntou : O que faço agora ? meu amigo mais que depressa puxou ela para ele e começaram a se beijar e ela foi descendo beijando o peito dele até chegar no bilau mole e ainda pingando umas gotinhas de gala, quando ela pos ele na boca, sentiu ainda escorrer umas gotinhas, fazia careta, mas não deixei ela fugir da raia, falei que era para ela aprender a gostar, porque isso nos dava um grande prazer. Quando ela percebeu ele já estava duro de novo e desta vez ela guiou o bilau até a aranhuda da amiga e ficou impressionada de ver pela primeira vez uma foda de verdade. Me abraçou e eu aproveitei e chupei a florzinha dela até gozar, era um gozo fraco, uma tremidinha, mas ela gostava muito. Curiosa ficou com o rosto bem perto do bilau e da aranhuda, enquanto eu a chupava, dava para ver o prazer que ela sentia com a minha chupada e com a cena a um palmo dos seus olhos. Quando meu amigo disse que ia gozar ele tirou o bilau da aranhuda e de sacanagem sem avisar mirou o rosto da Pat, que ficou todo lambuzado de gala, e minha amiga para completar a transa maravilhosa começou a lamber a gala no rosto da minha Pat, e de vez em ...
«12»