1. Eu Andréia me confesso


    Encontro: 07/10/2017, Categorias: Lésbicas, Autor: sraandreia, Fonte: ContoEroticoComBr

    Eu Andréia me confesso!!! Minhas amigas antes que façam um julgamento errado sobre mim, quero que conheçam um pouco quem eu sou. Por isso eu pedi para que apagassem meus contos. Quero voltar a publicá-los mas agora pela ordem cronológica que eles aconteceram. Sei que este relato não tem nada a ver com os assuntos tratados neste site. Mas só assim vocês poderiam fazer um julgamento certo sobre a minha pessoa. Dentro em breve eu irei publicar de novo minhas aventuras as que já tinha publicado e muitas outras nunca publicadas antes. Foi no dia 22 de fevereiro de 2012 que na casa de minha amiga Ângela, ou melhor na casa de praia de seus pais que eu comecei no mundo do lesbianismo com Viviane, a mãe de minha amiga. O que me levou a este mundo foi uma sucessão de eventos que eu vou tentar descrever neste breve relato. Sou casada como vocês já sabem, meu marido tem mais treze anos que eu. Eu agora tenho trinta e sete. E tudo começou posso precisar mais ou menos uns cinco anos atrás. Minha vida no lesbianismo não posso falar que seja recente. Porque na minha adolescência, tinha eu uns treze ou quatorze anos lá em casa todas as tardes eu e uma amiga minha ( se chamava Lili, não vejo ela vai pra mais de vinte anos) ficávamos estudando as duas no meu quarto, aí também assistíamos TV. Nossa preferência ia sempre para as novelas, as cenas que envolviam beijos ardentes nos interessavam imenso. Ela tinha quase mais dois anos que eu. Sempre que tinha beijo na tela ela me olhava dum jeito ... que parecia querer me devorar, uma tarde ela falou pra mim se eu já tinha beijado daquele jeito algum garoto. Claro que eu nunca tinha feito tal coisa, mas as cenas que assistia na TV me enchiam de curiosidade. Vocês sabem como é, uma garota com treze anos está sempre com vontade de fazer coisas novas e diferentes. Como é que eu podia saber que beijando minha amiga isso se chamava ser lésbica? Eu sei é que numa tarde ela falou pra mim se eu gostava de experimentar um beijo assim bem gostoso. Eu falei para ela que na TV era sempre homem com mulher e não mulher com mulher, então ela foi logo falando que também tinha novelas onde tinha mulheres se beijando, eu nunca tinha visto mas acreditei. Então aceitei experimentar. Quando se aproximou com sua boca de meu rosto eu fiquei meio sem jeito, afinal eu só tinha treze anos e jamais tinha beijado alguém assim na boca. Mas ela com quinze anos dava para ver que tinha já alguma experiência. Fiquei a saber mais tarde que ela já tinha até transado com um garoto um pouco mais velho e que até estavam namorando. Depois daquele desajeitado beijo nós duas quase todas as tardes repetiamos sempre as mesmas coisas, passado alguns dias eu estava já bem treinada na arte de beijar, e quando ela não ia lá a casa eu já sentia a falta de seus beijos. Mas nunca passou de beijos mesmo. Aqueles beijos que nós duas trocávamos faziam sentir algo de estranho no meu corpo e sempre ficava arrepiada quando ela com sua língua passava no meu pescoço. Sentia já na ...
«1234...9»