1. Um Cretino Irresistível: Bad Romance


    Encontro: 07/10/2017, Categorias: Amor Traição / Corno pegas brigas lutas facinacao e segredos, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Duque Chaves, Fonte: CasadosContos

    O dia foi muito bem produtivo, deixando de lado o meu chefe tentando me ameaçar. Eu já estava perdendo as horas devido a nova adaptação ao cargo. As vezes ouvia ele reclamando. Trabalha com ele seria difícil mais não impossível. Na hora do almoço fui atrás do Caleb querendo conversa com ele Encontrando ele sentado sozinho na mesa ao canto do restaurante da empresa. - Nossa, está bonito. O que houve? - perguntou Caleb de boca aberta. Esboço um sorriso tímido e sento ao lado dele. - Quero agradecer por você ter me ajudado. Por causa do colégio do Víctor e também do meu curso. Fiquei esperando alguma reação dele, passou pelo meu relógio apenas um minuto, mas aquele silêncio que pairou entre nos demorou horas. - Não fui eu, bem que gostaria. Mais não fui. - disse ele simplesmente. Meu coração falhou uma batida. Não era ele? Como assim? Quem poderia ser? Várias pessoas passaram pela minha cabeça e comecei a montar um grande quebra cabeça, o errado era que nesse quebra cabeça, muitas peças estavam faltando. - Porque pensou que fui eu? - perguntou Caleb deixando seu almoço de lado. Engoli as palavras em seco, queria sair dali correndo. - Richard? Você está bem? - perguntou Caleb. - Porque eu pensava que foi você. Era o único que sabia da minha situação. Fora que eu pensava que gostava de mim. De uma outra maneira. Porque eu gosto de você, como mais que amigo. - disse isso me arrependendo na mesma hora. Caleb ficou vermelho como um tomate e eu vendo aquilo queria ter me ...
    enterrado. Ainda bem que falei baixo, porque se não tudo ia dar em notícia na empresa. Iria vira a manchete do dia. - Caleb, diga algo! - Eu não gosto de você dessa forma. Se lhe passei essa impressão, desculpas. - ao dizer isso ele se levanta e vai embora. Eu fiquei ali naquela mesa sozinho o resto do almoço. Murilo não me encheu o saco o resto do dia, isso foi bom. O ruim foi que Caleb pediu para sair mais cedo, alegando que não estava passando bem e eu sabia o porque disso. As rosas e os jasmim joguei tudo no lixo com raiva de mim mesmo. Quase estava dando um ataque de raiva, quando Murilo entra. - Senhor Drummond, espero que esteja fazendo isso porque está se dando bem com os preparativos da viagem. - disse Murilo me encarando. Fuzilei eles com os olhos, com a raiva que estava. - Não enche meu saco, Murilo, não tô nos dias bons. - respondi. - Que foi? Brigou com o namorado? - perguntou Murilo atenciosamente. Nunca vi ele daquela forma. Os olhos deles me mostraram realmente uma preocupação. Me sentei na cadeira e ele sentou na minha frente. Eu não sabia como conversa, nem ao menos me abri ali. Ainda mais para Ele. - Meu irmão estava quase para sair do colégio interno, tinha parcelas em aberto e também meu curso de Letras que estou fazendo. Estava priorizando o bem do meu irmão. - desabafei de uma vez. Ele estava atento na conversa, era bom ouvinte. - Estava apertado. Mais não sei bem o que aconteceu, que pagaram as parcelas atrasadas e a do meu curso, garantido um ano de colégio ...
«1234»