1. Nosso Toy


    Encontro: 06/10/2017, Categorias: Fetiches, Autor: flordeliz06, Fonte: ContoErotico

    Nosso toyHoje é segunda-feira e como de costume vou a academia, chegando lá vejo uma cara nova, uma moça chamada Sônia, que logo fiz amizade e nos identificamos de cara. Sônia, é uma mulher loira, olhos azuis, e cabelos naturalmente loiros. Ela possui um copo muito bonito apesar de estar um pouco fora de forma, ela é brincalhona, e parece ter uma disposição de romper limites e isso me encanta, começamos a conversar e a coisa fluiu tão bem que já trocamos números de telefone e logo depois já estávamos nos falamos por telefone e fiquei impressionada porque meus instintos perceberam que ela seria nossa cadelinha, nosso toy, nosso divertimento.Então, sem rodeios e sem virgulas resolvi falar sobre meus desejos e fantasias de ter uma submissa para satisfazer meu marido e a mim. E perguntei a ela se ela se vê como uma submissa, e como ela sente em cogitar a ideia de pertencer a um casal, já que ela também tem desejos por mulheres. Nessa parte de nossa conversa, confesso que estremeci.Sempre tive essa vontade de ter uma escrava, uma mulher que pudesse moldar para satisfazer todo e qualquer desejo, mesmo o mais escondido, o mais inconfessável. E para a minha surpresa e felicidade ela sempre teve esse desejo, porém nunca teve coragem de falar sobre, ou mesmo de praticar com seus ex-parceiros. Então logo marquei com ela um encontro intimo na sexta-feira à tarde. Conto a Renato sobre o que imagino em fazer em nosso encontro.Como sempre, imediatamente informei Renato sobre nossa nova ...
    caça. Com todo seu entusiasmo, tive que distanciar o celular de meu ouvido, tamanho grito que ele emitiu:- Amanda, você sempre se supera. Sempre inovando pra me deixar mais dependente de você!!Dei um sorriso de canto de boca, pois recebi essa frase como uma grande prova de nosso entrosamento. Desde que encontrei Renato, tive a certeza de que minha fantasia de pertencer a alguém de verdade, estava concretizada, pois depois de nossas sessões de BDSM, sempre tive minhas recompensas, já que Ele possuía minha coleira, sendo assim, responsável por todos os meus sentimentos e sensações prazerosas!!!!- Dono (assim me dirijo a ele pra contar sobre a próxima cena) já comprei a máscara, as cordas (adoramos bondage), velas, e gostaria que o SR. viesse com as mais perversas sensações, pra que nossa nova cadelinha não se esqueça de sua primeira vez.Claro que sei que neste exato momento, ele não se concentraria mais em nada, a não ser na expectativa de nossa tarde. Fiz por pura maldade, pois como todas as vezes, essa excitação o transforma, faz romper a barreira de Lorde que ele possui, e desperta o lobo voraz, e faz com que o brilho no olhar mude. E finalmente chega a manhã de sexta-feira! Renato sempre em reuniões intermináveis, e nossa comunicação era aos poucos, fracionadas, mas sem perder o entusiasmo de nosso encontro semanal. Para ocupar meu tempo até meu encontro com Renato, faço minhas unhas, e como sei que ele gosta que eu esteja sempre bem produzida, me esmero na cor. Escolho o ...
«1234...»