1. Sendo fodida pela amiguinha


    Encontro: 06/10/2017, Categorias: Lésbicas, Autor: amandinha69, Fonte: ContoEroticoComBr

    Irei contar agora como foi uma das melhores noites da minha vida. Me chamo Amanda e sou demasiadamente morena, corpuda, sou baixinha e tenho uma bunda empinadinha, faço academia diariamente e já pus um pouco de silicone nos seios. Foi em uma sexta-feira, estava em casa sozinha meus pais tinham ido viajar para a casa de uma tia em BH, foi então que chamei uma amiga minha chamada Carol pra vermos um filme qualquer. Carol é uma mulher bonita e atraente, tem a pela branca e cabelos na altura dos ombros, uma bunda inesquecível e seios fartos. Estávamos sentadas no chão da minha sala, vendo um filme – no qual não me recordo – e foi quando começamos a conversar sobre nossos ex relacionamentos e de como eram nossas transas. Decedi então ir na cozinha pegar uma latinha de cerveja pra bebermos e talvez algo pra comer, quando voltei para a Sala minha amiga estava com as pernas um pouco aberta me dando a visão completa da sua bucetinha, eu já tinha experimentado algumas transas com mulheres e me sentia fortemente atraída pelo sexo, fiz questão de me sentar bem coladinha com ela e fiz nossas pernas se tocarem, então peguei o controle e mudei de canal, ela de imediato ficou confusa mas ai coloquei em um canal de filme pornô, perguntei a ela se ela não sentia falta ... de transar e mandei ela ficar tranquila, voltamos a prestar atenção no filme e eu já estava toda molhadinha. Disfarçadamente coloquei minha mão na coxa dela e fui subindo, a pele dela já estava arrepiada, alisei sua coxa e cheguei aonde eu mais queria. Sua bucetinha estava toda molhada, massageei sua intimidade por cima da calcinha e ela soltava alguns gemidos baixos, levei um dedo pra dentro da bucetona dela e comecei a fodela, os gemidos já eram perceptíveis. Carol então resolveu tirar minha blusa e logo já estávamos nuas, deitei ela no chão e sentei no colo dela com a minha bucetinha roçando na dela, que sensação maravilhosa, roçavamos como duas cadelas no cio. Abri as pernas da minha amiga e me coloquei na sua frente, a buceta dela lisinha agora estava na minha boca, minha lingua logo tratou de fodela sem dó alguma, o gosto dela era maravilhoso e ela estava toda meladinha, enfiei três dedos dentro dela e fodia ela com força, ela gemia igual uma cachorra e gozou na minha boca. Me levantei do chão e fiquei no sofá de perna aberta, Carol logo entendeu meu recado e começou a estimular meu clitóris, que delicia. Logo a língua dela me chupava como se não houvesse amanhã, sua língua sugava meu grelo e eu pedia por mais, aquela sensação era maravilhosa.
«1»