1. BETO – AVENTURAS SEXUAIS – CAP. XXV


    Encontro: 06/10/2017, Categorias: Incesto, Autor: escritos, Fonte: ContoErotico

    Capitulo Vinte e CincoDepois que saímos da casa de Sara, Paulo me deixou na porta do meu prédio, com a promessa de que eu iria jantar na sua casa de novo.Entro no prédio e encontro Kadu na portaria.- Ta chegando ou ta saindo? - pergunto.- Chegando. - ele responde, me esperando pra subir a escada para o nosso apartamento. Kadu trazia uma sacola. - como foi com seu irmão?- Melhor do que eu esperava, mas depois eu te conto. Recebeu minha mensagem avisando que eu não ia dormir em casa?- sim - ele responde com um sorriso no rosto. - Deu pra matar a saudade com Mila. - Kadu usa a chave para abrir a porta e entramos - Chegamos.- Sejam bem vindos - Mila veio nos receber na porta. - Obrigada por me deixar ficar aqui com vocês, Beto.- Você e sempre bem vinda aqui.Ela me abraçou em agradecimento, depois segurou a nas mão de Kadu. - Quer comer alguma coisa ou prefere tomar banho primeiro?- Primeiro, eu quero você - Kadu colocou as mãos no seu peito.- Calma Kadu, o Beto esta aqui.- Então vou tomar banho. Aqui, trouxe pra você. - Kadu entregou a bolsa que estava segurando. - Vou precisar da sua ajuda no banho.Deixo eles conversando e vou para o meu quarto, antes percebo que Mila limpou toda a casa.Dou um tempo pra Kadu e Mila, depois vou usar o banheiro. Quando chego, a porta do banheiro ta aberta, mas eles ainda estão lá dentro.Kadu esta sentado no chão enquanto Mila o masturba.- Nossa... - geme ele - estava com saudades das suas mãos.Saio e volto pro meu quarto. Espero mais um tempo e ... volto para usar o banheiro, dessa vez, desocupado. Tomo meu banho, depois vou para cozinha comer alguma.Na cozinha, Mila usava um avental e lavava a louça, Kadu a abraçava por trás, usando só sua toalha de banho.Ele colocou as mãos dela na pia, virados pra baixo, depois pegou dois copos cheios de água e gelo, e colocou sobre a sua mão.- Não derrube- o que? O que vai fazer?- Não se preocupeKadu pegou um gelo do copo e passou pelo rosto dela, passando por seus ouvidos e descendo pelo pescoço. Mila gemeu.Eu devia dar privacidade pra eles, mas ver toda a ação me deixou fascinado.Kadu se abaixou e levantou seu avental e passou a mão por sua calcinha, pegou numa bolsa um consolo e começou a roçar nela.- Você não deixou o velho meter aqui, né? – perguntou ele, o velho que ele falava era o seu pai.- Não - gemeu - minha buceta é sua Kadu.- Isso mesmo, só eu que posso meter nela. - Ele abaixou a calcinha dela.- Kadu, eu vou derrubar os copos.- Não quer que eu meta isso em você? - Ele levantou e a abraçou, alisando seu peito.- Sim, meu amor. - Mila começou a balançar a bunda, roçando no pau de Kadu.- Mexa mais essa sua bundinha - Falou Kadu se afastando dela.Kadu olhou pra trás e me viu olhando, sem dizer nada, ele riu e apontou pra cadeira, me pedindo pra sentar ali.- Eu não consigo ver sua buceta - disse para ela - abra suas pernas. Quero ver você rebolar, com paixão.Mila abriu as pernas, empinado sem corpo, sem derrubar os copos das suas mãos.- Nossa...Ele voltou a roçar o consolo na ...
«123»