1. Love and Sex - Capítulo 93


    Encontro: 03/10/2017, Categorias: Lésbicas, Autor: Lollitta, Fonte: CasadosContos

    Continuação... -Nossa! -A garota pulou em cima e antes que ela podesse fazer qualquer coisa, intervi: -Pára. -Falei alto. -Por que? -Me perguntou com uma cara de decepção enorme, antes de eu responder: -Eu quero filmar... -Sério? -Os olhos dela brilharam. -Sim... -Sorri, me levantei e sobre os olhares da estranha, fui até minha bolsa, onde estava minha câmera, peguei e entreguei a ela. -Onde eu coloco? -Perguntou me olhando. -Sobre aquela mesinha. -Respondi me deitando novamente. A garota foi até a porta e a trancou e depois foi até a mesinha com a câmera em mãos e enquanto a instalava, passei a pensar no que estava prestes a fazer. Quando a garota voltou, se jogando sobre mim, a empurrei. -O que foi? -Perguntou, enquanto tentava lamber meu pescoço. -É melhor não. -A olhei nos olhos. -Por quê? -Pareceu decepcionada. -Por que não é justo. E eu não quero. -Tudo bem... -A garota saiu de cima de mim e depois do quarto. Eu fiquei em silêncio e depois de alguns segundos, veio o choro. Eu nem sabia ao certo por que chorava. Depois de algum tempo, acabei adormecendo e quando acordei, passavam das oito da noite. Levantei e fui tomar banho, Júlia havia chegado, trocamos algumas palavras e eu saí sozinha. Fui pra praia e sentei na beira do mar. Lá, pensei muito na minha vida e em tudo que Valéria havia me falado no quarto. Será que tudo aquilo era verdade? E por que ela mandou a jardineira pro meu quarto? -O que vc tá fazendo aqui? -Olhei pro lado e vi Valéria. Estava tão perdida que ... nem a vi chegar. Eu logo me levantei e ía sair. -Ei, vc não ouviu minha pergunta? -Perguntou, segurando meu braço. -Me deixe em paz, por favor. -Pedi com os olhos começando a marejar. -Qual é a sua, hein? -Perguntou apertando mais meus braços. Eu não respondi, apenas fiz uma expressão de dor. Ela continuou: -Só sabe chorar!? -Eu não te fiz nada! -Falei, tentando puxar meu braço. -Ah fez sim! Me prometeu que não me trairia mais e dormiu com a jardineira! -Ela gritou. Sorte que não havia ninguém por perto. -Eu não dormi com ninguém e foi vc quem mandou ela pro meu quarto! -Foi a minha vez de gritar. -Por que vc é... Age como uma... -Ela se calou. -Fala! -A encarei séria. -Vadia... -Soltou baixinho, quase inaudível. Eu apenas me soltei e saí correndo. Ela saiu atrás de mim e próximo a uma enorme pedra a beira do mar, ela me alcançou e me derrubou no chão. -Ai... -Continuei chorando, agora pela dor da batida. -Desculpa, eu não quis... -Tentou se desculpar, debruçada sobre mim. -Sai... -Pedi entre as lágrimas. -Não... - Nossos rostos foram se aproximando e nossos lábios roçaram timidamente, até eu sentir a língua quente e molhada de Valéria tocar meus lábios, pedindo passagem. -Ah... -Suspirei, abrindo os lábios pra sua língua, que não demorou a explorar minha boca, naquele beijo atrevido que eu já conhecia bem. -Que saudade dessa boca... -Gemeu Valéria com os lábios ainda colados nos meus, depois do beijo. Eu mordi meu lábio como que consentindo e logo recebi outro beijo que eu ...
«12»