1. A Vida Vadia de Uma Amiga


    Encontro: 01/10/2017, Categorias: Traição / Corno sacanagem sexo sem compromisso oral anal muito sexo orgasmo, Grupal, Autor: Alrac, Fonte: CasadosContos

    Conto feito por Alrac baseado na história de vida de uma amiga vadia! Loira, de pele clara, 28 aninhos, 1,70cm de altura , olhos claros, bustos fartos e volumosos sou aquele tipo de "falsa magra", mais tenho o bumbum bem empinadinho, minha xaninha é carnudinha, lisinha com poucos pelos, detesto deixá-la muito exagerada ela é uma poldinha. A minha beleza sempre chamou atenção onde quer que eu fosse, Aos 13 anos eu já dava pra geral, perdir minha virgindade apenas aos 12 aninhos, com um cara que tinha 19 anos, até que foi super gostosinho com ele apesar de sentir dor e sangrar ele falava que era normal, que deveríamos ter relação sexual, porque todos os namorados faziam isso, e como era apaixonadinha por ele desde os 7 anos e um tanto inocente aceitei! Enfim foi uma maravilha a nossa transa até ele falar : -Agora você vai ter que transar com os meus amigos também! Eu via um atrás do outro sair do banheiro eram 4 ao todo! E todos ele se aproveitaram de mim naquele dia. (um de cada vez) fiquei com minha xana ardida, vermelha e assada depois desse episódio, Mais ou menos uns 6 anos depois eu me mudei pra outra cidade e nunca mais eu vi aquele cara ou mantive contato com ele. sempre fui muito decidida em relação ao sexo, pra mim toda hora era hora! Não importava com quem Já em nova cidade, respirando novos ares, conhecendo novas pessoas eis que comecei a ficar com um rapaz, e esse rapaz era namorado da minha irmã dai nos tornamos "Amantes", Pensa que que minha consciência pesou? ... Não, Nem um pouco! A Minha irmã, sempre foi aquele tipo de mulher santa, que faz tudo pelo Maridinho, casa, comida e roupa lavada, no sexo era uma negação transa de 5 minutos, posição mamãe e papai, nunca gozou de verdade na vida! É muito sonsa nunca desconfiou de nada, sempre nos pegávamos quando ela saia pro serviço, eu deixava ele louco quando tava na presença dela, ficava de vestido sem calcinha e me abria sentada no sofá na direção dele para que ele pudesse olhar a minha bucetinha meladinha isso muitas das vezes quando ele estava com a minha irmã a vontade que eu tinha era que ela flagrasse toda a cena mais ela era boba demais nunca via maldade em nada! Depois de uns meses eu conhecir um outro cara legal na balada aquele certo tipo de homem, pra se ter algo sério. Levei ele pra minha casa e transamos muito gostoso, chupava, lambia a minha buceta sugando todo meu líquido, esfregava sua língua no meu grelo me fazendo gozar gostosinho. Me deu uma surra de buceta que não pegava a tempos. Nossa sintonia super que bateu começamos a namorar sério, ele era um cara bom não só de cama, mais de caráter era atencioso, carinhoso, (sim continuei ficando com os dois, meu instinto falou mais alto) essa porra de traição é gostosa pra caralho! acho que o proibido sempre me atiçou, Minha safadeza não tinha limites, iniciei na faculdade e me tornei amiga de uma menina chamada Paula, era uma das meninas mais populares da faculdades que todos queriam pegar, depois de mim é claroooo, ia várias ...
«123»