1. A Dor de um Segredo - Capítulo 2


    Encontro: 27/09/2017, Categorias: Stalker, Traíções, Segredos, Amor, Sexo, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Bruno Del Vecchio, Fonte: CasadosContos

    ... CONTINUANDO - Me desejar uma boa noite não seria nada mal. – Falou Bernardo tornando a olhar o mural de fotos. - Eu vou chamar a polícia! Ao ouvir o que Miguel havia dito Bernardo apenas sorriu e retrucou. - Por acaso o moço sabe o número da polícia? Ou vai começar a gritar feito uma louca desvairada, Socorro! Socorro! Polícia... – Ironizou. Levantei da cama e corri até a porta do quarto e a mesma estava trancada. - Porta dos infernos... Abre demônio... – Falei tentando abrir sem êxito. Virei e me recostei na porta encarando o individuo que ainda estava de costas pra mim. - Ah esqueci-me de dizer, a porta está trancada... – Falou Bernardo admirando mais um pouco fotos da infância de Miguel. - Isso eu pude perceber... Vai me dizer algo que eu não saiba? Por acaso você é um assassino de aluguel e veio para me matar? – Falei já sentindo minhas pernas trêmulas. - Você anda assistindo muito filme de terror... Até que você era bonitinho quando criança. – Falou Bernardo ainda observando o mural de fotos. - Eu odeio filme de terror e isso só pode ser um pesadelo, um sonho, ou algum tipo de macumbaria. Vou voltar a dormir e quando eu abrir os olhos vai ter tudo voltado ao normal. Voltei rapidamente para a cama, deitei-me e cobri-me até a cabeça. Bernardo se virou e viu que Miguel estava deitado e todo coberto com o lençol. O mesmo caminhou até a cama e passou a observá-lo. - Você ainda está ai? – Perguntei ainda de olhos fechados. - O que você acha? – Respondeu o Bernardo ... sarcasticamente. - Pai Nosso que estais no céu, santificado seja o teu nome, venha a nós o teu reino... - Seja feita a tua vontade assim na terra como no céu e blá blá blá... Não adianta orar, eu não vou sair daqui. Não agora! - Você só pode ser enviado do capeta! Infeeeerno... Meu Deus o que eu fiz de errado? Diz que isso é só um pesadelo? Vai Diz! Eu prometo orar uma novena. – Falei ainda de olhos fechados torcendo pra tudo isso apenas ser um pesadelo e eu acordar. Quando menos esperosinto o lençol ser puxado. Tomo coragem e resolvo olhar quem está puxando elevo um grande susto. - É você!!! – Falei Surpreso. - Sim! E você tem jeito para humorista! – Falou Bernardo. - E você para enviado do capeta. Desaparece em nome de Jesus! Deixa-me em paz... - Lhe deixar em paz? Creio que não vou poder... Aliás, eu não quero! Fiquei olhando para ele e o mesmo não tirava os olhos de mim. - Vai ficar me olhando por muito tempo? – Indaguei revoltado. - O Tempo que eu quiser... Pode ser a eternidade se eu quiser. – Respondeu cruzando os braços. - Deus me livre! Tá repreendido. Afinal o que você quer de mim? - Você! – Falou olhando fixamente para seus olhos. Fiquei totalmente estarrecido com o que acabará de ouvir. Eu não estou dizendo que o cara é psicopata. Só pode... - O que você disse? – Indaguei novamente para ver se realmente foi o que eu ouvi. - O que você ouviu, creio que não sejas surdo. – Falou Bernardo retirando a camisa. - Por que estais tirando a camisa? – Pergunto perplexo por vê-lo ...
«12»