1. A calcinha do biquíni era pequena para tanto pelo, mas ele gostava muito


    Encontro: 26/09/2017, Categorias: Fetiches, Autor: kaplan, Fonte: ContoEroticoComBr

    (escrito por Kaplan) Algumas cenas eróticas acabam por ser engraçadas. Tudo bem, o humor faz parte da vida e rir, achar graça em certas coisas é muito legal. Divertido mesmo! Tatiana, amiga da Meg, nos visitava e, a certa altura, comentou algo que a incomodava. Seu namorado, Túlio adorava mulheres peludas. E ela tinha deixado crescer, só dava umas pequenas aparadinhas, porque ele curtia ficar passando a mão nos pelinhos, colocava-os entre os dedos, beijava… era fanático por xotinhas bem peludas. – Mas, Tatiana, isso não é problema. Eu, por exemplo, também prefiro. A Meg é que já gostou, hoje não gosta mais. Quando muito, pra me agradar ela deixa um “bigodinho de Hitler”… Meg deu uma gargalhada. – Ô, querido… acha ruim comigo não… esta é a única coisa em que discordamos… – Eu sei, mas… – Nada de mas… vamos aos fatos. Tem trazido problemas pra você, Tati? – Ainda não, mas com certeza vai trazer. Ele me comprou um biquíni e no domingo me fez vesti-lo para “estrear”. Gente, o biquini é maravilhoso, mas… não cobre tudo… e eu achei horrendo… olha aqui a foto que ele tirou. Pegou o celular e nos mostrou. Eu achei fantástica a pelugem dela, mas a Meg deu total razão à amiga. – Você não pode ir à praia desse jeito… vão te prender, te apedrejar… o Túlio é doido? Só pode estar brincando, Tati, ele não vai querer que você seja o alvo de olhares e comentários na praia… – É disso que estou com medo. Aliás, medo, não. Estou apavorada! Eu já até sabia a resposta que ela daria à pergunta, ...
    mas fiz: – E me diga, você experimentou, estavam só vocês dois… e ele ficou tresloucado e transou com você da forma mais selvagem possível, não foi? – Credo… você estava lá? – Não, mas é o que eu faria se Meg estivesse usando um desses perto de mim! Ganhei um tapa na perna, que quase atingiu a zona do agrião. – Fica brava com ele não, Meg. Foi exatamente isso que aconteceu. Quando ele me viu com o biquíni, falou para eu fazer um desfile, me olhou de costas, de frente e endoidou. Pirou o cabeção, aliás, os dois cabeções! Me pôs deitada na espreguiçadeira, abaixou a calça, me mostrou que já estava com o pau prontinho pra me fazer feliz! – Tô falando… pelos na xotinha são muito sensuais! Ganhei um olhar atravessado da Meg. Gargalhei intimamente… aquele papo estava muito divertido… e aquela foto… que coisa de louco! – Gente, ele transou comigo de um jeito que nunca tinha transado… saí de lá tropeçando nas minhas próprias pernas… fiquei o resto do dia em êxtase! Me pôs o pau na boca, eu senti ele tão duro que chupei até dizer chega, fiquei até com a boca doendo um pouco, porque vocês sabem, o pau dele é bem grosso. – Aí arranquei o biquíni, ele tirou a roupa toda, deitou na espreguiçadeira e eu sentei em cima e nunca cavalguei com tanta vontade como naquele dia. E um detalhe, eu tenho de cavalgar sempre virada pra ele, pra ele poder ver os pelinhos… e depois de eu pular até cansar, ele me pôs sentada na espreguiçadeira, ajoelhou na minha frente e tome vara… lá veio o pauzão entrando ...
«12»