1. Primeira paixão pt.1


    Encontro: 21/09/2017, Categorias: Friendzone, Amigos, Teens, colega, Paixão, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: WhiteTail, Fonte: CasadosContos

    Bem...Eu não sabia se iria públicar isso mas vamos lá. Meu nome é Enzo, tenho 18 anos, 1,68 de altura, sou magro e braquelo, meus amigos me chamam de arroz por causa disso. Sempre senti atração por meninos, mesmo sabendo que ninguém olhava pra mim. Acreditem, minha primeira paixão aconteceu aos meus 15 anos, quando estava no 1° ano do ensino médio, e foi em uma sala de aula que minha vida viraria de ponta cabeça. Era um dia normal de aula, eu ouvindo Born this Way no celular (amo), meus colegas gritando e conversando (sendo adolescentes) e a professora lixando as unhas na mesa. Foi aí então, que pela porta entra ele, o dito cujo que me hipnotizou, Yuri era um garoto alto, moreno, um topete arrepiado, um rosto bonito com lábios carnudos e olhos castanhos. Foi amor à primeira vista, por mais que ele nem tenha olhado pra mim sentou na classe ao lado da minha, e a professora apresentando ele pra todo mundo e tals, e eu não parava de ver aquela boca e aqueles olhos penetrantes, logo puxei conversa com o rapaz, e ele um garoto bem apresentado e educado perguntou meu nome e eu lhe respondi com um sorriso no rosto. -Oi, meu nome é enzo. Prazer! -O prazer é meu! Responde ele com uma voz suave e linda. Logo ficamos amigos, porém eu não sabia a sua orientação sexual. Ele nem se importava pelo fato de eu ser gay, muito menos ser chamado de "bichinha" por andar comigo pela escola. 3 meses após sua chegada, ele me encontra eufórico sobre uma namoradinha que ele catou por aí, e eu tentando ...
    ser o amigo que fica dando moral pra ele ficar junto dela. Quando ele estava por perto, minhas pernas tremiam, eu ficava um pouco gago e meu coracão acelerava. Minhas amigas falavam que eu não tinha como esconder minha cara de bobo apaixonado e era o que eu mais temia, ele saber que eu gosto dele e nunca mais falar comigo, mas eu nem sempre acreditava nessa hipótese por que se ele um dia fosse fazer isso, não teria nenhum sentido ele ter virado amigo de um veado como eu. No dia seguinte, após a aula de educação física, ele veio falar comigo no vestiário sobre a tal namoradinha e queria conselhos até por que eu só ando com meninas. Mas me espantei com o fato dele ter vindo falar comigo depois de ter tomado uma ducha e ainda PELADO vagando pelo banheiro, enquanto eu me controlava para não ficar olhando para seu pênis, que aparentemente é bonito e grande porém estava mole, então não saberia dizer ao certo o tamanho. Mas uma coisa me deixou ainda mais embasbacado, eu também estava pelado, mas estava sentando vestindo minhas meias, até por que é normal a gurizada tomar banho e ficar no vestiário depois das aulas, foi então que entra pela porta meus colegas e já zombando de mim pelo fato de eu estar me vestindo enquanto Yuri ainda se secava (Yuri tinha um belo corpo, era bombadinho, fazia acadêmia e jogava futebol e isso lhe garantiu um belo corpo com pernas grossas). -ih olha só. A bichinha tá no cio! -Porra Yuri, eu achei que tu fosse macho! Diz um colega para Yuri. Eu me senti ...
«12»