1. O Garoto de Programa (Parte - 05)


    Encontro: 13/09/2017, Categorias: Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Sexo, Família, programa, prostituição, Amor Gays / Homossexual, Autor: βεℓℓα*.¸¸.*☆*, Fonte: CasadosContos

    QUEM ME PEDIU ONTEM NOS CAPÍTULOS ANTERIORES, NOS AVISOS E NO EMAIL, PODE CONFERIR QUE JÁ ENVIEI AS PRIMEEIRA PARTE. ∵∵∵∵∵∵∵∵∵∵∵∵ Estava eu alí fazendo carinho naquele cabelo ruivo enquanto ele estava deitado em meu peito. Era tão frágil e indefeso! Pode parecer piada da minha parte mas posso dizer que ele seria até mesmo inocente. Por mais que fosse garoto de programa, Caleb transmitia certa inocência e doçura, gostaria muito de saber como ele seguiu esse por caminho... Seu medo, sua incredulidade na bondade das pessoas, sua discrença. É como se não acreditasse em si mesmo, como se alguém colocasse na sua cabeça que sua vida é essa, que ele não pode sair dela, é o que ele acredita, até mesmo a escola largou. Gostaria de saber da sua história, de ajudá-lo, olhei para ele e tomei um susto, mas um susto de beleza, de encanto, de doçura, mais uma vez pude ser testemunha da inocência transparecida naquele garoto que trabalha com sexo... Caleb chupava seu dedo enquanto dormia no meu peito, sereno e tranquilo. Sorri para mim mesmo e fiquei admirando a cena até pegar no sono... No dia seguinte. Acordei com ele ainda deitado encima de mim chupando o dedo, admirei um pouco, mas precisava levantar, levantei o mais devagar possível para não despertá-lo, mas foi impossível, ele acabou acordando. Foi abrindo os olhos azuis devagar com a cabeça ainda no meu peito, tirou o dedinho da boca e subiu o rostinho. Eu: Bom dia? Ele corou com vergonha. Eu: Qual o problema? Ele: Desculpa, eu dormi ... a noite toda encima de você! Eu: Não tem problema nenhum. Ele: Dimitry eu gostaria de falar contigo sobre uma coisa, mas não queria que ficasse com raiva. - Falava deitado no meu peito. Eu: Sobre o quê? Ele: Sobre o Yago. Suspirei, mas não disse nada. Ele: Olha, eu sei que você tem boas intenções, só quer ajudá-lo, mas... eu sei que o Yago não presta, ele não é boa pessoa. Eu: Caleb, você não quis receber minha ajuda, o Yago sim. Ele pode ter feito muita coisa errada na vida, mas aceitou minha ajuda, quer sair da prostituição. Compreenda, isso é mais complexo do que as pessoas pensam, muitos entram nessa vida porque não vêem outra oportunidade, mas e se aparecer? Será que não deixariam? Não largariam tudo? Ele disse que sim. Você por outro lado negou minha ajuda. Ele: Eu só quero seu bem. Eu: E eu o seu, mas você não aceita! Ele sentou e ficou me olhando sem jeito, a camisa vermelha do meu pijama, que agora usava descia sobre um ombro seu o deixando exposto, enquanto o outro estava coberto. Eu levantei. - Olha, vou tomar um banho e escovar os dentes, preciso ir rápido para o trabalho. Saí. Entrei no banheiro para tomar um banho rápido, escovei meus dentes, me sequei com a toalha e amarrei na cintura... Ao sair do banheiro o vejo sentado na cama chorando, fui até ele, me ajoelhei em sua frente e olhei em seus olhos. - O que houve? O que você tem? Ele virou o rosto, não queria falar. Eu: Fala, eu te fiz alguma coisa? - Fiquei preocupado. Ele: Você não gosta mais de mim. - Falou ...
«1234...7»