1. Apaixonado pelo cara que divide apê comigo 01


    Encontro: 13/09/2017, Categorias: Paixão, Amizade, Atração, Amor, morar junto, Universidade, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Zacry, Fonte: CasadosContos

    disse, porque tem muitos bagunceiros e festeiros...e o Marcos não tem cara de ser assim- falou sorrindo - Eu não sou mesmo- respondi devolvendo o sorriso- e até prefiro que ele seja parecido por esse lado comigo. - Então acho que achamos a sua moradia e seu parceiro filho! – disse meu pai, sorrindo a mim. - Acho que sim pai!- concordei sorrindo. Não havia mais o que fazer...esse era meu destino. Iria sair da minha cidade e morar com alguém estranho...tenho que me conformar e enfrentar. Depois de digitar algumas coisas, Patrícia falou pra gente: - Vamos subir pra darmos uma olhada?- perguntou se levantando - Claro!- meu pai estava muito animado...será que era por eu estar saindo de casa? Acho que não...acho que é por causa da minha independência parcial deles. O apartamento era no 8º andar. Número 301. Repito meu espanto aqui. Era bem espaçoso, tinha sala, dois quartos, cozinha americana <3, área para lavar roupas e 2 banheiros....era perfeito. Até entendo o preço do aluguel agora. Justifica-se. Vimos tudo. Yuri, como já tinha estado ali antes, já tinha escolhido seu quarto (o maior....eu prefiro o menor mesmo) e já havia o mobiliado. Patrícia preferiu não nos mostra-lo por conta da privacidade do cara. Ao fim, ela nos passou o número dele, pra gente tratar sobre os móveis compartilhados...como geladeira, maquina de lavar, mesa e etc. Logo depois de darmos tchau para a garota, o pai dela apareceu e ficou conversando uns 40 minutos com a gente. Meu pai e ele ficaram amigos de ...
    cara haha. Fomos ao shopping de carro e no estacionamento, meu pai ligou para Yuri. Eu falei pra ele que seria um mico ele falar com o cara...eu que ia morar com ele, então eu que tinha que falar. Meu pai somente me respondeu: - Deixa que eu me viro com isso. Você nem tem pentelho no saco e já quer dar pitaco de como mobiliar uma casa- disse ele rindo de mim. Virei a cara, mas não pude deixar de rir. Percebendo isso, ele começou a rir mais ainda. - OK decorador...vai lá! Segundos depois meu pai inicia a ligação. Depois da conversa de uns 25 minutos ele desligou e disse. - O cara parece ser bem gente boa. Acho que vão dar certo. - É? - Ahamm...vamo lá?- ham? - Onde?- perguntei confuso - Comprar as coisas né! Porque acha que viemos pra cá? Compramos o nosso combinado e logo após avisamos Patrícia que na outra semana chegaria as coisas lá e que era pra ela recepcionar os entregadores. Isso aconteceu numa sexta feira. Fomos de carro de RS pra SP. Meu pai tem medo de avião....só pode. Era madrugada de sexta pra sábado e estávamos na estrada. Enquanto isso, me permiti pensar no meu destino. Mds...que loucura a gente estava fazendo. E meus amigos? Parte deles, eu conheço desde meus 5 anos. Como vou viver tanto tempo longe sem vê-los...ahhhhhh. Meus pais então....sou muito ligado a eles. Será que vou me dar bem no curso de Direito? Será que enfim vou conseguir achar um namorado? Será que esse Yuri é assim como dizem? Será que vai dar certo? Será que ele é bonito? Peguei o numero dele ...