1. Uma fantasia de um casal bi tímido...


    Encontro: 12/09/2017, Categorias: Fantasia, Esposa, Bissexual, Menage, Travestis, Heterossexual, Autor: Casal Bi Timido, Fonte: CasadosContos

    Somos um casal maduro, ambos com 45 anos, e que está junto há mais de 25 anos, entre namoro, noivado e casamento. Vamos aqui usar os nomes de Filipe e Gabriela (nomes trocados por razões óbvias). Temos filhos e nossa vida cotidiana, entre casa, trabalho e outras obrigações. Eu (Filipe) vou começar a relatar aqui como este site mudou nossa vida, criou fantasias que excitavam muito os dois, e que pretendemos um dia realizar, mas sempre juntos! Notamos que com o tempo nossa vida sexual caiu em uma rotina, da qual os dois tentavam escapar através de suas próprias fantasias e leituras na Internet. Um dia, ao ajudá-la com um problema em seu notebook, notei que ela acessava sites de contos eróticos (principalmente aqui, a Casa dos Contos), coisa que eu também fazia procurando ler sobre as fantasias que eu tinha. Era algo novo, e uma oportunidade para os dois realmente começarem a se abrir sobre suas fantasias e vontades, e também sobre a rotina que nosso casamento estava caindo. Sugeri que começássemos a enviar para o outro os contos que nos excitassem mais. Eu, mais ousado, enviei contos de todos os tipos, principalmente os que me excitavam mais, especialmente sobre ménage masculino (acho que a fantasia de 99,9% dos homens, todos adorariam ver suas esposas/namoradas tendo prazer com outro homem, mas que muito poucos tem coragem de assumir), mas também contos sobre travestis e bissexuais em geral (tanto homens quanto mulheres). Ao ler estes contos, sempre imaginei nos colocando ... nos lugares dos personagens, e sentindo os mesmos prazeres que eles. As respostas dela, sempre mais comportadas, também começaram a trazer contos com participações de outras pessoas (homens, mulheres e travestis), mas eram principalmente respostas sobre quais ela gostou mais ou menos entre os que eu enviava a ela. E através de suas respostas fui percebendo que ela também tem fantasias ousadas, mas que sente muita vergonha de se abrir. Sinto que ela sente muito tesão pensando em outras pessoas em nossa cama, mas se sente envergonhada em assumir isso, talvez por medo do que eu possa pensar dela, nessa sociedade machista e boba. Mas honestamente sou bem aberto a novas ideias sobre sexo, e acho que pelo prazer, entre 4 paredes, com consenso dos 2, vale realmente tudo, não há limites em busca do prazer, desde que claro isso não envolva violência ou algo forçado. Nossas transas sempre foram muito boas, eu amo preliminares, principalmente excitá-la muito, com beijos, carinhos, minhas mãos e dedos pelo seu corpo, e chupando ela todinha. Seu corpo, mesmo não sendo perfeito (nenhum de nós somos, somos um casal normal de 45 anos, diferente de muitos aqui que se dizem ou imaginam deuses!), me deixa louco sempre. Amo seus seios fartos, sua bunda gostosa, suas coxas, sua boca, pescoço, e claro, sua bucetinha. Basta olhá-la, vestida ou não, para me excitar sempre. Adoro boliná-la, passar a mão pelo seu corpo gostoso, o tempo todo. Por conta de viagens a trabalho, as vezes ficamos alguns dias ...
«1234»