1. O Amor Não É Uma Escolha. CAP3


    Encontro: 11/09/2017, Categorias: Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, pais, TIOS, Primo, Namoro, Traição / Corno, Reencontro, alguém, estranho, Amigos, Hospital, Autor: #Lukke, Fonte: CasadosContos

    Abro os meus olhos vendo miguel passando a mão em minha barriga, não pensei em nada apenas agi Levantei rápido e levei minha mão de encontro ao seu rosto Miguel- Você está maluco? Lukke-Eu é que pergunto, você está maluco de ficar passando a mão em mim? Miguel-Eu...Eu... Eu só queria te acorda Lukke- Poderia tentar de outra forma, e não abusando de mim Miguel-Sai da minha cama, AGORA Lukke- EU JÁ VOU, idiota Me levantei rápido sem pensar em, não ia deixar miguel ocupar os meus pensamentos Miguel- Desculpa Ele falou tão baixo que eu quase não ouvi Lukke- O que? eu não ouvi Miguel- Olha eu não vou ficar repetindo mais tudo bem, me desculpa Lukke- Uau, então quer dizer que você conhece essa palavra Miguel- Engraçadinho, só estou pedindo desculpa pelo tapa que eu dei em você, é só que, sabe eu não quero fazer merda mais quando eu vou ver já fiz merda Lukke- E pela mão na barriga? E tudo antes disso? An Miguel- Você também não é nenhum santo Lukke- Eu sei, mais você é pior que eu Falei sentando ao seu lado, era a primeira vez que fazia aquilo sem me sentir desconfortável. Miguel- Eu sinto falta dele Eu não estava reconhecendo ele, miguel agora chorava com a cabeça em meu ombro Lukke- Eu também sinto, sabe ele é meu irmão parte de mim Miguel- Sabe com o Lucca no hospital me fez percebe o idiota que eu sou com você e como eu ficaria se acontecesse a mesma coisa com você e eu ainda fazendo as minhas idiotices Sério agora realmente eu não o reconhecia Lukke-Eu não sei o que te ... dizer, nunca pensei que fosse ouvir você falando essas coisas. Miguel-Você poderia dizer que me perdoa e que agora podemos ser amigos Lukke- Eu não posso te perdoa, quer dizer não agora, isso dependerá de suas próximas atitudes, e enquanto a amigos... poderíamos tentar Miguel apenas me abraçou e pediu pra descansar, ele ainda falou "Por Favor" eu nem acreditei +_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+ Eu não iria consegui ir ao enterro dos meus pais, eu ficaria com lucca. +_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+ Entrava no hospital com a esperança de ver o lucca acordado. Eu não sabia como ele reagiria a morte de nossos pais, eu não aguentava imagina ele. #Flashback Chovia muito aquela noite, cada trovoada ,relâmpago Levantei me rapidamente abri aporta e esperei... Não passou nem cinco minutos e vejo Lucca entrando no meu quarto cheio de medo, naquela época tínhamos 14 anos. Cheguei para o lado para que ele pudesse se deitar perto de mim Lucca- Affs eu odeio isso Deu uma trovoada e lucca se encolheu todo Lucca-Caralho, esse foi perto tenho certeza Sorri para ele e cheguei mais perto cobrindo ele e abraçando Lukke- Pode deixar que eu vou te proteger nada vai acontecer com você Ele me abraçou mais forte Lucca-Promete Le Lukke- Claro que eu prometo Lu, eu nunca vou deixar nada te acontecer +_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+_+ Lukke- Me desculpa, eu não consegui te proteger Vi os dedos de Lucca se mexer, e vocês não sabem como eu fiquei feliz Sai correndo chamei um médico pra vê lucca mais pra minha decepção ...
«123»