1. Família Montegrande - Cap. 06


    Encontro: 09/09/2017, Categorias: Amigos, Família, Irmãos, Beijo, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Família Montegrande, Fonte: CasadosContos

    Bom dia a todos!!! Denil1245 Que bom que amou, as vezes bate um desespero achando que ninguem vai gostar ai da medo... mas, tá ai a continuação tá bom :) Marcos Costa A bomba ta ai em baixo já rsr, a história eu deixo a critério de vocês acharem o que querem.. fica melhor assim e mais empolgante. FlaAngel Gostoso sou eu kkkkkkkkkk, mentira! Sim, vai acontecer varias coisas loucas não tem noção. VALTERSÓ Concordo plenamente contigo, parece mesmo... kkk Hello Obrigado pelo elogio e espero que goste desse também.. Bom gente, ta aí e tirem bom proveito!!! --- - Pra ser especifico, eu to nervoso, eu to muito nervoso. Nenhum cara era para te tocar, para ser sincero eu to afinsão de você e eu só curti tu desde no ônibus indo para Curitiba, nunca fiquei com garoto e ando falando disto com as meninas e com o Matheus, eles disseram que não se escolhem com quem fica e é por isso que talvez eu esteja assim. Eu sempre fui de boa em contar tudo para eles porque a Julia é lésbica então, sabia que eles iriam aceitar de boa se comentasse algo com eles. To criando força há muito tempo para tentar demonstrar ou sei lá dar uma cantada em ti, fluía normalmente com garota, mas contigo eu nem sabia o que dizer. Desculpa desabafar, mas eu to nervoso por saber que um cara te tocou enquanto eu te queria nos meus braços velho e eu não pude nem te proteger. - Calma, não precisa ficar nervoso por isto, o cara não conseguiu o que queria. - Ainda bem Carlos que foi o Matheus que viu e não eu, porque se não ...
    eu ia deixar o maldito no hospital. - Compreendo você, pra ser sincero contigo também, eu sou gay e talvez já tenha notado isto, nunca te disse por que não tinha forças para te dizer somente isto. - Mas, por quê? - Porque sei lá, você é bonito e eu não queria que achasse que eu estaria dando em cima de você, não sabia qual seria sua reação ao saber minha opção. - Cara eu to afim de você a mó cota. – Fiquei em silêncio sem saber o que responder. – Aliás, pra mim chega de esta só afim. Ele virou o rosto e venho me beijando, um beijo quente e forte, mostrando que tinha um desejo guardado há muito tempo e que agora pode libertá-lo. Eu continuei somente o que ele iniciou, queria mais daquilo, um beijo ao qual nunca senti com tanta intensidade e ele se mostrou eficaz porque a cada momento a sua língua entrava mais na minha boca e sua mão estava com força na minha nuca prendendo-me a ele. Depois de um momento paramos ao pouco de nos beijarmos, fiquei totalmente sem fôlego e ele com um sorriso de orelha a orelha. - Caramba, precisava ter feito isto. – Ele disse ainda alegre e eu respondi com um sorriso, não podia negar que ele estava me encantando. Meu celular tocou na hora e vi que era o Marcos me ligando. - Onde você está? - To aqui em frente de casa mano já vou entrar. - Ah ta, beleza entra logo. - Ok! - Vou ter que ir já. - Tudo bem! Voltamos a nos beijar mais um pouco, porém agora um pouco mais terno em vista que eu precisava entrar logo, me despedi dele e fui entrando enquanto ...
«12»