1. COMO APRENDI A VIVER A VIDA. 2.4


    Encontro: 06/09/2017, Categorias: Beijo, Médicos, Reencontro, superação, Amor, Paíxão, Amigos, primos, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Hugo, Fonte: CasadosContos

    Oi novamente amores... estou postando hoje porque amanha provavelmente vou viajar e não vou ter como postar, então está ai mais um capitulo. Espero que curtam rs. Boa leitura! #COMO APRENDI A VIVER A VIDA# Saímos para o Happy Hour, eu fui no banco de trás enquanto Ricardo e Marcelo iam na frente... Os dois até que estavam conversando eu resolvi me intrometer no assunto deles e me perdi em meus pensamentos. - É vida... Depois de 10 anos de trégua, você voltou a jogar comigo! – pensei alto - é o que? - Oi? Aah estava pensando alto aqui. - Eu hein... Até diria que viu um passarinho verde... - Ta mais para corvo negro! - Iiii o que ta rolando? - Não foi nada Ricardo, não vamos estragar nossa noite rs. Chegamos ao Happy hour e o pessoal já estava todo lá, apresentei Ricardo ao pessoal, sentamos e começamos a conversar. - Gente, hoje enfim vocês vão conhecer meu futuro namorado! Daqui 20 minutos ele está chegando. – disse Paula, uma das enfermeiras que trabalhavam comigo. - Uffa! Enfim vai apresentar o Romeu né dona Paula? - pois é pelo ao menos eu já desencalhei... Não sou eu que estou a vida toda sem ninguém... - Uuuuu acho que alguém tocou na ferida do doutor. – falou Marcia rindo da piada Eu levantei da mesa e fui em direção ao banheiro... Aquele comentário infelizmente tinha me atingido. Entrei no banheiro, fui ao mictório, lavei minhas mãos e resolvi lavar o rosto. Estava de cabeça baixa quando olho no espelho tomei um susto. - Você?! - Olha só... Depois de tanto tempo... - ... Com licença eu já terminei aqui! - falei secando minhas mãos e indo em direção a saída do banheiro. - Mas eu não terminei seu merdinha! Você até pode ser rico hoje, mas para mim sempre será um bolsista pobretão. Sempre terá meu desprezo. - Mauricio, vejo que você não cresceu nada cara! Continua sendo o mesmo idiota, fútil e parasita que se aproveita das dificuldades alheias para se promover, mas pena que não ligo mais para você! Seis anos já foi o suficiente. - Pena que a donzela não saiba... Mas eu e o Breno conseguimos vagas no hospital que você trabalha, ou seja? Hahaha - Que se danem vocês dois! - Olha a boquinha amor... Vai querer ficar sem seus dentinhos? – falou ele segurando em meu braço. - Melhor me soltar! - Ou o que? Vai gritar? Eu dei um golpe de Karate nele e o deixei caído no chão. - Algum problema aqui? – disse Julio entrando no banheiro - Nenhum, mas acho que seu primo vai precisar de ajuda para se levantar e de um relaxante muscular para aliviar a dor da queda. - Seu viado escroto! Eu vou te... - Você não vai nada! – falou Julio segurando na mão de Mauricio que estava levantada para me bater. - Melhor você ir embora cara... Eu sinceramente não quero te machucar... Mas se você insistir eu serei obrigado a te ensinar uma lição – falei olhando para Mauricio que me fuzilava com os olhos. Ele saiu e deixou eu Julio a sós no banheiro. - Você está bem? - Sim Julio, por causa de idiotas como o seu primo eu tive que aprender defesa pessoal! Só saio por baixo se o cara ...
«1234»