1. Os caminhos da vida 8


    Encontro: 12/08/2017, Categorias: Lésbica, Lésbicas, Gays / Homossexual, Autor: Tarine, Fonte: CasadosContos

    Na segunda feira cheguei na empresa e fomos eu, Roberto e mais 3 funcionários para a F.B para iniciar as instalações. Roberto nos deixou lá junto com os materiais e ferramentas e voltou para a empresa. Eu e os outros funcionários levamos todo o material para uma salinha que seria o local de onde eu coordenaria as ações. Na sala havia uma mesa com um computador, uma cadeira confortável e era bem oganizada. Peguei as ferramentas de medição, abri a planta baixa de toda a empresa, passei as ordens iniciais para os rapazes e voltei para minha sala pois ainda precisava fazer a contagem de alguns materiais para o check-list. Quase na hora do almoço um dos rapazes chega até a minha sala: -Dona Tarine, o Carlos caiu da escada e tá lá se desmanchando de dor. -No meu primeiro dia pai. Falei olhando para cima. Corri para onde o rapaz tinha se acidentado. Chegando lá o coitado estava chorando e ver um homem daquele tamanho se desmanchando em lágrimas não era bem meu projeto de segunda feira. Ele estava deitado sem se mexer por orientação dos colegas. Me aproximei e perguntei: -O que houve Carlos? -O Dona Tarine o Daniel me pediu um alicate da maleta aqui em baixo, como era coisa rápida eu nem me preocupei em botar o cinto. Então eu subi e na hora de descer me desiquilibrei e como não tinha em que apoiar, acabei caindo. -Nossa Carlos eu tenho que te levar a um hospital para pelo menos fazer um raio x. Quando tentamos levantar o coitado, ele começou a dar gritos e não conseguia apoiar a ... perna no chão. Colocamos ele no carro e fomos rapidamente para o hospital. Chegando lá fiz o cadastro do Carlos e ele foi atendido rapidamente. Acompanhei no atendimento e depois fui para o corredor ficar na espera pelo resultado dos exames. O médico se aproximou de mim: -A senhora é a representante da empresa que veio com o funcionário? -Sim, Tarine. Prazer. -Doutor Bruno e o prazer é todo meu Tarine. Olha o funcionário fraturou o antebraço, e trincou duas costelas. A perna foi só mesmo a dor da pancada, não quebrou nada, Mas ele vai ficar de molho por 30 dias. -30 dias? -Sim e depois iremos refazer os exames. Agora era muito pior. Eu teria que me virar com dois homens para terminar aquela instalação em 2 semanas e meia. Agradeci o doutor pelo atendimento. Esperei que Roberto chegasse para conversar com o funcionário sobre o suporte financeiro para medicamentos que a empresa fornecia e voltei para a F.B. Como o trabalho estava atrasado e Roberto não mandaria outro homem para substituir Carlos eu teria que pôr a mão na massa como nos velhos tempos. Peguei o cinto de ferramentas e subi a escada para adiantar o serviço do dia para que não tivéssemos dor de cabeça no dia seguinte. Olhei para baixo e vi que Fernanda me olhava surpresa afinal eu ficaria coordenando os rapazes da minha sala e não faria diretamente o trabalho de instalação. Mas como não tinha jeito, pois se não conseguíssemos o contrato para fazer a instalação na casa do cliente também por causa de atraso, Roberto ...
«1234»