1. Dando para meu cunhado


    Encontro: 12/08/2017, Categorias: Traição / Corno, Autor: luloira, Fonte: ContoEroticoComBr

    Oi. Sou loira, tenho 25 anos, 1,70m, 67 kg, cabelos um pouco abaixo do ombro, seios grandes, bunda média e boceta apertadinha. Hoje vou contar como foi a primeira vez que trai o meu marido. Isso aconteceu a um ano atrás. Temos 2 anos de casados. Sempre tivemos uma vida sexual muito boa, mas eu sou muito fogosa e sempre quero mais. Durante as nossas férias, fomo visitar o irmão dele mais novo que morava sozinho perto da praia. Só tinha visto esse irmão dele, no máximo duas vezes, pois ele é militar e vive viajando. O irmão dele foi nos buscar na rodoviária, fiquei surpresa quando eu o vi, estava bem mais bonito e atraente do que lembrava. Senti que ele notou minha surpresa e disfarçou, nos cumprimentamos e fomos para casa dele. Meu cunhado estava com 30 anos, alto, mais ou menos 1,85m , moreno, cavanhaque, cabelo cortado na máquina e um corpo bem definido. Quando chegamos à casa do meu cunhado, eu e meu marido trocamos de roupa e fomos para a praia. Na praia meu marido bebeu demais e quando retornamos já era de noitinha, tomamos um banho e fomos dormir. Vi um bilhete do meu cunhado dizendo que tinha saído com os amigos. Durante a noite senti sede e fui até a cozinha beber água, estava com uma camisola de seda curtinha e uma calcinha de renda branca, tinha me arrumado assim para meu marido, só que no estado que estava, nem me notou, dormiu logo. Como pensei que me cunhado voltaria só de manhã, não me preocupe com os trajes. Quando estou terminando de beber a água, só escuto ... aquela voz dizendo: “uauuuuuu”, neste momento quase me engasguei. Me virei e vi meu cunhado, parado na porta me olhado com uma cara de safado. Pedi desculpa pelos trajes e ele disse sem problemas, com um sorriso bem safado no rosto. Fui em direção a saída da cozinha e ele pediu para esperar. Veio até a mim e disse bem perto do meu ouvido: “Meu irmão é um cara de sorte, por ter uma esposa gostosa igual a você. Que estou louco para experimentar também”. Senti um arrepio de tesão, dei uma risadinha e disse: “você está louco mesmo”. Quando terminei de dizer ele veio e me deu um beijo na boca. Fiquei toda mole, mas consegui empurrá-lo e disse que aquilo não era certo. Ele deu uma risada e disse: “pensa que eu não reparei do jeito que me olhou? E meu irmão bebeu demais, né?”. Confirmei com a cabeça que sim. Ele chegou perto de mim e disse: “Então sabemos que ele só vai acordar amanhã. E é um pecado deixar uma mulher como você na mão. Vem cunhadinha, vamos nos divertir um pouco!”. Nesse momento o meu tesão falou mais alto e o beijei. Enquanto eu o beijava ele passava as mãos pelo meu corpo e apertava minha bunda. Ele parou de me beijar e me chamou para irmos para o quarto dele. Concordei e ele me mandou ir na frente. Fui andando na frente e rebolando, de vez em quando dava uma olhadinha para trás e via aquela cara de safado me olhando, isso me deixava bem excitada. Quando passei pela porta do quarto onde eu estava com meu marido, parei e pensei em desistir, ao ver meu marido dormindo. ...
«1234»