1. O Carinha Do Terceiro - Capítulo 05: Preparado?


    Encontro: 10/08/2017, Categorias: descobertas, Percas, Raiva, traições, Sexo, Medo, paixões, Amore, Colegial, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Fernando_Kalleb, Fonte: CasadosContos

    Eu pensei bastante pois eu não podia fala para um cara que curtia outro cara e, pra piorar que ele era O CARA, o cara que eu estava gostando de verdade, mesmo sabendo que seria impossível, eu tinha esperanças. E pra piorar ainda mais não sei se posso confio no César, tipo vai que ele espalhe, a gente nem se conhecia pessoalmente, não passava da conversa pelo celular. Eu: -Não... Eu não sei se estava mentido ou falando a verdade pois, o que eu sintia por ele era diferente, pois eu sentia desejo, paixão, ou até mesmo atração por outra pessoa do mesmo sexo... Mas era só por ele... Não sei se isso faz de mim um... gay. Eu: -Por que a pergunta ? Acha que eu sou gay? kk César: -Não eu so queríamos saber mesmo .... Eu não estava mais entendendo esse joguinho dele, e se eu falasse sim? O que seria daqui pra frente? Alguma coisa de especial poderia acontecer? Ah eu tava bem confuso, não nego. .... César: - Mano manda uma foto tua ai? Eu: - Ta. É preciso ta bonito? kk César: - Tanto faz k Enviando imagem... Eu: - Pra que você quer a foto? César: - Só pra ver Sei lá eu tava começando a desconfiar que ele era Bi. Mas era só uma desconfiança. No mundo LGBT, existe algo chamado "gaydar", um tipo de radar identificar os homossexuais, acho que o meu veio com defeito. Dia seguinte vou pra escola e está tudo normal, César no seu canto eu no meu canto. Ele passando no corredor da minha sala e eu observando. Vocês podem pensar que eu sou discreto, mas acreditem, não, eu não era, ... nenhum um pouco. Bate pra hora da merenda, meu celular vibrar e, é César, claro que o coração bate forte. Um pouco? Talvez muito. César: -Mano tivi k Eu: -Sério que coincidência também ti vi kkk to brincando César: - kk Ta onde ? Eu: - na quadra. César: -Tipo tô no anfiteatro. Se quiser aparecer aqui e tal... Eu: -Ta vou ver ... É isso tá chegando o momento que eu mais esperava ao longo de tudo até agora... AH MEU DEUS. Eu estava andando dando cada passo sem pressa, me sentia como uma pena caindo do alto: leve mais com medo do que ia achar no chão. Chegando lá eu falo pra mim mesmo" É agora!" Ele estava lá com a sua camisa so terceiro ano, ele estava do mesmo jeito que eu o vi pela primeira vez, lindo. Chegando perto ele se levanta e me olha. E em seu olhar sentir o medo, o frio, o calor, o desejo mais várias fusões de emoções e sentimentos inexplicáveis, eu sinceramente, queria dizer que estava bem, mas não, eu nem sei se estava bonitinho, ou estava normal. El dá um sorrisinho bobo e vem e me abraça. Aquele era um abraço quente, com suas mãos geladas e seus braços fortinhos, por um milésimo de segundo,.eu pude sentir sua respiração pero do meu pescoço, acreditem, essa sensação foi incrível, queria parar o tempo ali, queria que o mundo lá fora podesse sentir isso aqui dentro, talvez fosse, as famosas borboletas. Pela primeira vez eu tive certeza que eu era GAY... E em relação a cor dos seus olhos eu me enganei não são azuis, são verdes como duas esmeraldas brutas
«1»