1. Uma história singular parte. 1


    Encontro: 19/06/2017, Categorias: infância, maldade, Drama, Incesto, Irmãos, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Dani, Fonte: CasadosContos

    Eu era e sempre fui um garoto normal, tenho um irmão que é um não mais novo que eu, ele é querido da família e eu apenas o esquisito, desde os seus 4 anos que ele não desgrudava de mim e eu odiava por isso e minha mãe sempre me menosprezava (acho que e era por que eu era muito parecido com meu pai que abandonou minha mãe quando o Gabriel nasceu) eu não conheci meu pai e nem tinha visto nenhuma foto dele, só sabia o que minha mãe falava (acredite não era coisa boa). Meu nome é Carlos Daniel tenho 18 anos, cabelo curto liso e bem preto, olhos castanhos escuros, rosto quadrado e magro, magrinho com poucos músculos, mas uma barriguinha saradinha e uma bunda empinada, branquelo cor de papel (de família). Tinha 6 anos meu irmão 5 e sempre estava atrás de mim, eu uma criança calada odiava tudo e todo mundo e meu irmão um criança alegre e extrovertida ninguém nunca ia imaginar que ele era meu irmão, eu não gostava de estar com ele, sempre que ele estava perto de mim se machucava de algum jeito e sempre a culpa sobrava para mim, de algum jeito era mesmo. Um eu estava no quintal de casa brincando sozinho quando ele foi atrás de mim e começou a mim atormentar, eu peguei uma pedra e taquei nele sem pensar foi o pior dos machucados que eu fiz no ... biel (assim que todo mundo chama ele) ele começou a chorar e por a mão no lado esquerdo da testa que criou um fio de sangue eu seu rosto, logo chamei pela nossa baba (minha mãe trabalhava pela manhã no escritório e a tarde em casa) Eu: Pepa alguém do outro lado do muro jogou uma pedra aqui e ela... bateu no Biel. ‘falei todo arrependido e mentindo’. Pepa: Oque?! Não acredito Dani, você viu quem foi? Eu: Não Pepa, rápido ajuda ele, ta sangrando (eu já estava em prantos junto com o Biel. Pepa: não foi você não neh, por que sempre que ele tá com você ele se machuca, sua mãe já desconfiou e mandou eu manter ele brincando longe de você. Nessa hora eu fiquei super triste, mas eu nem queria mesmo ele perto de mim. Eu fui morar com minha vó no mesmo mês, a mãe do meu pai, a única família dele que eu tinha contato e que também n me falava nada sobre ele, eu perdi até a vontade de perguntar. 12 anos depois... *o telefone toca* Voz: A Sra. Aline Silva sofreu um acidente ela foi atropelada na BR enquanto sai do carro com seu filho, ela está seriamente ferida e ‘eu o interrompi’ Eu: e o filho Carlos Gabriel como ele está? Cont... Essa história eu criei em 2013 e n terminei Voltei com o final dela, reportando espero que gostem desse drama incestuoso.
«1»