1. Chupando o cunhado no mercado


    Encontro: 19/06/2017, Categorias: Gays / Homossexual, Autor: findingme25, Fonte: ContoErotico

    Me chamo Felipe, hoje com 31 anos e namorando e morando com um cara por 9 anos. A descrição está nos contos anteriores.Uns três meses atrás tive a brilhante ideia de comprar um chip e criar um perfil fake pra saber até onde meu namorado iria com um estranho.Feito o perfil,o adicionei no wspp e mandei oi. Logo de cara ele bloqueou o número (bom sinal, mas ele não é todo santo não).Daí o que eu iria fazer com o número novo? Resolvi criar um perfil de mulher pra falar com duas pessoas que eu morria e morro de vontade de ver e tocar o pau. O meu cunhado e o primo do meu namorado.Mandei primeiro pro primo, falamos bem pouco e ele não caiu no papo da mina e a bloqueou. Em seguida mandei pro meu cunhado. Ahhhhhhhh, conversei dois dias como uma mulher e aos poucos fui fazendo perguntas do tipo se ele ja tinha ficado com outro cara e tals. (meu cunhado é caminhoneiro e pai de dois filhos), por ser caminhoneiro a gente sempre ouve historias das estradas, então tentei a sorte.Ele achou estranho a pergunta, dei de desentendido(a) e falei que se ele não quisesse, não precisava responder. Certo tempo depois ele me chama e me conta que tem vontade de transar com travesti. Fiquei super animado, era um pulo pra eu pegar o tanto desejado cunhado.Aos poucos fui me revelando e no fim eu disse que era o namroado do irmão dele. E confessei que sempre tive vontade de mamar e dar pra ele. Meu cunhado ficou louco de tesão com a ideia e até foto do pau gozando me mandou.(quem diria que eu iria ver ... aquele lindo dote)Como ele mora longe, ficamos só na mensagem. Até que chegou o feriado prolongado e ele veio pra cá com a familia.No domingo, iamos para um churrasco e meu namorado precisava de coisas do mercado pra fazer a maionese. Meu cunhado se prontificou a ir ao mercado comigo enquanto eles preparavam a salada.Esperei ele no carro do meu namorado e fomos. No caminho ele me perguntou se minha relação estava bem, eu disse que sim. Chegamos ao mercado, compramos o que tinhamos que comprar, na volta pro carro eu criei coragem e perguntei o que ele achou das fotos que eu tinha mandado. Ele disse que achou uma delicia e que o pau dele tava doido pra gozar.Sugeri que ficassemos no carro numa parte isolada do estacionament. Lá ele baixou a calça e a cueca e disse pra eu cair de boca que era isso que eu queria.Obedeci. O pau cheirava sabonete, ele tinha deixado limpinho pra mim. Ele é cheio de pelos, coisa de hetero. Nunca mamei algo que eu sempre quis como aquilo. Ele perguntou onde ele iria gozar. Eu disse que na minha boca, é claro. Passado uns dois minutos nesse vai e vem gostoso. Ele disse que tava se segurando pra não gozar. Como não podiamos demorar, eu pedi pra ele me dar leitinho. Bati uma bem rapido enquanto ele gemia. De repente ele pede pra eu colocar a boca pois iria gozar. Tomei tudo enquanto ouvia ele gemer.Ele subiu a roupa, arrumou o banco e fomos pra casa como se nada tivesse acontecido. No caminho eu elogiei a gozada e ele a mamada.Entramos em casa, ninguem ...
«12»