1. UM NOVO GUITARRISTA : O REI JEK


    Encontro: 19/06/2017, Categorias: Gays / Homossexual, Autor: oreijek1, Fonte: ContoErotico

    UM NOVO GUITARRISTAMinha banda tinha sofrido algumas baixas nos últimos tempos, da base inicial só tinha ficado eu mesmo. E pior o guitarrista gente boa que tava tocando comigo fui estudar/morar noutro estado. E pra piorar a banda tinha se classificado pra segunda etapa de um festival. Precisava de qualquer maneira encontrar um guitarrista pra completar o bando que eu tinha. Como nunca fui bom solista precisa de alguém pra ocupar essa vaga. E urgente.Só vinha a minha mente um carinha do meu antigo bairro. Ele tocava menos que todo mundo. Eu tinha dado reforço escolar para ele na época que tava com pouca grana, conhecia a família dele e eles gostavam um pouco de mim. Quando eu fui a casa dele fazer o convite, a sua mãe estava saindo para o trabalho, ela me cumprimentou e como eu já era meio de casa pediu que eu fosse ao quarto acordá-lo. Cedinho da tarde, quase uma e meia e o carinha ainda dormindo. Eu já sabia o caminho e abri a porta e entrei. Eu não o via fazia um tempo, a gente tinha tomado umas depois do primeiro festival que minha banda havia participado, depois nem de passagem e isso fazia uns três anos.Eu entrei e vi a seguinte imagem, o carinha tava deitado todo espalhado na cama, de costas, nu, perna entreabertas deixando a mostra um pouquinho do seu saco, uma bunda normal mais bem gostosinha por causa marca de sunga de quem vive na praia, corpinho magro mais bem gostosinho. Cara, pensei comigo é melhor eu dar meia volta e ir embora, meu pau tá dando sinal de vida ... dentro da minha cueca. Fechei a porta e fui pra perto. Tinha que acordá-lo, cheguei mais perto e o tesão lá em cima, não dá pra acordá-lo sem tocar nele, então passei a mão pela bundinha dele bem devagarinho, toquei com a ponta dos dedos no saco e nos pelinhos dele, loucura pensei. Fui alisando suas costas até chegar aos ombros, sem muita pressa, claro, e então chamei pelo nome dele, Erico, ele despertou de um susto se virou e deixou à mostra seu pau durinho de quem acabou de acordar. Ele me viu e riu da situação. Me cumprimentou, mas continuou como se estivesse com roupa, nem se levantou da cama. E ai Cacau, skatista, sandboarder, rockeiro, sangue bom, tudo em paz, meu chapa, andou sumido foi, ele me perguntou assim tudo de uma vez. Eu contei que estava muito cheio de nada pra fazer, faculdade e todo um blá blá blá típico meu. Ele me disse que tinha ido dormir lá pela cinco da manhã, tava na net jogando on line. O quarto do cara era típico, banguçado e meio prancha de surf, espalhado com guitarra e sandboard no outro,um postes de bandas e sei lá mais o que. Olhava pra tudo isso pra não reparar tanto no pau dele que continuava bem animadinho. Eu falei, se veste cara. Ele me respondeu, pra que, tô no meu quarto ninguém vai entrar, alias geralmente a porta tá trancada, ninguém vai me encher o saco e pronto.O carinha era assim mesmo, filho único e cheio de manha. No tempo que dava aula pra ele de vez em quando ele me atendia de cueca mesmo, a tentação já era dura naquela época, e ...
«1234»