1. Siririca com amiga


    Encontro: 19/06/2017, Categorias: Lésbicas, Autor: amoradoce, Fonte: ContoErotico

    Sempre gostei de me masturbar, não tinha critério de hora e lugar. E foi numa noite em que fui dormir na casa de uma amiga que bateu a vontade. Estávamos na casa dela assistindo tv com seus pais na sala quando comecei a sentir tesão. Fingi que estava com sono e fui pro quarto e troquei de roupa, com um pouco de receio, sentei na beirada da cama, de costas pra porta e abri as pernas, coloquei o shortinho pro lado (estava sem calcinha) e comecei a alisar meu grelo. Sempre me masturbo tocando bastante o grelinho. Começou a esquentar o tesão e fui me esquecendo de que poderia entrar alguém a qualquer momento. Quando já estava quase gozando com dois dedos enfiados na buceta, sinto uma respiração ofegante atrás de mim. Congelei imaginando ser o pai ou a mãe de Ana, minha amiga, mas era a própria. Disfarcei e fui tentando tapar minha buceta quando ela começou a rir meio sacana.- Não esquenta Camila, também gosto de tocar uma antes de dormir.Fiquei sem fala esperando por ela rir e brincar, mas ela foi mais longe:- Espera meus pais dormirem que tive uma ideia. - disse isso e saiu do quarto. Me deitei com vergonha e achando que ela ia falar algo mais ofensivo quando voltasse. Acho que acabei cochilando pela demora pois acordei sentindo uma mão na minha bunda. Era Ana.- Relaxa Camila, não fica com vergonha. Meus pais já foram dormir faz um tempo, pq a gente não se alivia juntas?- Como assim? - meu coração estava aos pulos.- Ué, bate uma siririca na sua cama e eu bato uma na minha.Juro ... que fiquei sem ação, ela queria fazer uma masturbação coletiva? Como assim? Nem deu tempo de responder pois Ana já tinha baixado o short e tirado a calcinha. Confesso que quando vi sua buceta sem pelos fiquei úmida.- Vai Camila, tira o short e bate uma. Disse Ana já alisando o próprio grelo que era bem maior que o meu. Tomei coragem e por baixo da coberta tirei meu short e comecei a me acariciar, mas aquilo não satisfazia Ana.- Ah não, tira a coberta, quero ver tua xana. Quando tirei morta de vergonha, Ana se sentou na minha frente e arreganhou as pernas, aquela bucetinha rosa e molhada de frente pra minha, não resisti e comecei a me masturbar, Ana mais ousada já rebolava nos próprios dedos e gemia baixinho. Minha amiga começou a me incentivar a gozar:- Vai Camila, goza gostoso, pega no teu grelinho. Tua xana é pequena, aposto que deve apertar gostoso teus dedos.Não sei como, mas comecei a gozar feito doida, parecia que tava fazendo xixi de tão molhada. Depois de gozar fiquei parada, com vergonha. Ana chegou mais perto e passou a mão no meu grelo ainda sensivel e doido pra gozar mais.- Que xana linda amiga, tão sensivel, quando goza fica mais rosinha. Deixa eu fazer um carinho. Venci a timidez e o tesão foi mais forte: - Não vou conseguir gozar de novo, desculpa.- Não pede desculpas, só deixa eu fazer um carinho, deixar teu grelo durinho... outra hora a gente brinca- Brincar? Como? Eu nem gosto de mulher, isso é uma loucura.- Claro que vc gosta de mulher, afinal gosta do teu ...
«12»