1. SURPRESAS DO CORAÇÃO - PARTE XIX


    Encontro: 19/06/2017, Categorias: felação, hardcore, Oral, Sexo, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Grey, Fonte: CasadosContos

    XIX - Vou voltar a foder tua boca. – Mauricio avisou. – mas, antes quero brincar. - Sou todo teu. Na minha boca ele enfiou a sua rola inteirinha. Senti-la bem fundo na garganta. Talvez, por isso comecei a babar. - Vou te mostrar quem manda. Quero vê-lo babando com o pau na boca. E mais e mais. Safado, ele cuspiu na minha boca, o intento era lubrificar o caminho para deslizar novamente a rola, contudo, antes bateu a rola na minha cara, pra em seguida deslizar a rola garganta abaixo, engasguei e em resposta ele deu uma tapa na cara. - Assim. Assim. Sofra com o meu pau enfiado na tua garganta moço. Eu gostava da violência, gostava das tapas, sem dúvida nenhuma estava me acostumando ao modo nada ortodoxo de Mauricio. Na verdade isso era um ponto que eu valorizava no grandão, essa pegada hardcore. Adorava essa pegada forte. - Já que tá agüentando pau bacana, então vou socar mais fundo. Agüenta o pau do teu macho, moço. Ele socou mais fundo ainda e exclamou dono da situação: - Já que queria mamar tem que ser do meu jeito. Não é? - Então, mostra o que tu sabe fazer. – Provoquei-o. Ele não perdeu tempo. Começou a foder a minha boca bem forte. Controlava a foda administrando minha cabeça pelos os cabelos. Enfiou o pau tão fundo que gemir abafado. Tirou a rola da minha boca, pois sabia que eu estava cansado. Olhei o pau dele fora da minha boca pulsando, então abocanhei aquele cacete com vontade. Sugava aquela rola com voracidade, com vontade enquanto ele voltou com intensidade a ... socar a pica na minha boca. Chupava e encarava-o, chupava-o com alegria. -Abra bem a boca moço. – Mauricio mandou. Abri a boca com vontade para que a rola se agasalhasse em minha garganta. Mauricio com uma das mãos voltou a controlar as socadas segurando minha cabeça, deste modo, foder a boca com força, tão verdade que entrava com brutalidade. - Desculpa moço, mas vou foder teu cú agora. Havia prometido que o primeiro tempo seria todo teu, e te foderia apenas no segundo, porém a verdade, é que desde o inicio do fim de semana que passou tô com fome, deste modo não aguentei a pressão. Além do mais tu tá muito saidinho o que me deixou mais louco ainda. - Tô entregue ao teu comando grandão. Hoje eu quero te dá prazer. - Beleza. – Mauricio ficou satisfeito com o que ouviu da minha boca tão fodida por ele. Ele continuou. - Pô moço, então, por favor, fica de boi sobre a cama pra mim. Quero que o trazeiro fique por meu lado, porque vou foder esse rabo. - Demorou meu senhor. – Brinquei com o grandão. Mauricio riu. - Senhor, é? – Perguntou inquisitivo. - Sim. - Gosto de dominação. – Revelou o que eu já sabia. - Tira essa roupa moço, agora! Obedeci no papel de submisso. Fiquei de boi. O meu rabo ficou exposto para o bem querer do meu dominador, ou melhor, do meu homem, o grandão. Ele repetiu aproximando do meu rabo. - Senhor é? Sou teu senhor?- Desferiu duas tapas fortes na minha bunda. De fato, eu estava gostando de apanhar. Repetiu. - Sou teu Senhor? – Ele meteu um dedo lentamente no meu ...
«123»