1. Adestrando Betão (Uma FanFiction) - 15


    Encontro: 18/06/2017, Categorias: Gays / Homossexual; Gays / Homossexual; Romance; Fanfiction;, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Gordin.leitor, Fonte: CasadosContos

    sentiu a felicidade. - Pois é, eu saí e não demorei mais que vinte minutos, você veio a pé me seguindo, me encontrou. Naquele dia eu soube que nada de mau me aconteceria desde que eu estivesse com você! – Ricardo beijou o pescoço de Beto. - Eu te amo, nada vai te acontecer mesmo! - Eu sei meu amor! E é por isso que eu sei que você vai ser um bom pai, porque com as pessoas que lhe são importantes você protege e faz tudo ao seu alcance para mantê-las bem. Beto, você vai ser um pai maravilhoso, cuidado e amor é tudo o que essas crianças precisam... - Será? - Bom, algum tempo na terapia também seria interessante, mas cuidado e amor e isso é o que nós vamos dar a eles. – Ricardo sentenciou. - Se você diz! – Devolveu o beijo no pescoço de seu franguinho que se arrepiou inteiro. – Os meninos já dormiram? – Falou malicioso. - Acho que agora sim – Beto sorriu ao entender o que ele queria. - Então vem, que eu te quero hoje também! – Falou sorrindo. - Safado! – Se afastou e foi desligar a luz enquanto Ricardo ligava o abajur. Tirou as roupas e Beto já deitou nu na cama, os dois se beijaram de forma diferente aquela noite, havia neles uma sensação de bem-estar, não só estavam juntos como também sentiam-se mais ligados naquele momento. - Tu tem certeza que aguenta? A gente tá fazendo quase todo dia! – Beto falou, mas já encaixava o pau na entradinha de Ricardo, que apesar de tudo já piscava pedindo pelo seu homem. - Te aguento todo dia, duas vezes ao dia, meu macho! – Beijou o pescoço de ... Beto com força, quase o mordendo. – Mete! - Tu que pediu, franguinho! – Beto meteu o pau com certa força, Ricardo mordeu o lábio inferior sentindo toda a dor e o prazer que aquela penetração lhe causava, segurou nas costas de seu homem que rapidamente colou a sua testa a dele como adorava fazer, começou a se movimentar lentamente, gemendo baixinho enquanto o franguinho se segurava a ele. - Gostoso! – Ricardo falou quase enlouquecendo de tesão. - Puta merda Ricardo, que cu gostoso da porra! – Falou investindo uma vez mais. Por alguns minutos eles ficaram naquela posição, Beto investia carinhosamente em seu parceiro, Ricardo arfava por baixo sentindo toda a potência daquele membro gostoso, em loucura ele cochichava quase chorando: “Me fode!” ou “Mete mais!”, eram as únicas palavras, além dos “Eu te amo” que saíam de sua boca. De um movimento Beto o colocou de quatro na cama, admirou o buraquinho maltratado, mas fechadinho que lhe enlouquecia, passou o dedo indicador por ali com desejo fazendo com que o outro se arrepiasse por completo. Com fome ele chupou o cuzinho de Ricardo que viu estrelas imediatamente, a língua quente e molhada se arrastava por cada uma das pregas do rapaz fazendo com que ele apertasse as mãos no lençol soltando gemidos baixos, mas extremamente excitante, com uma das mãos Beto passou a se masturbar furiosamente enquanto sua língua devassava o cu do franguinho, seu franguinho. - Gostoso da porra! – Falou ao se afastar um pouco olhando para o homem ali, na ...
«1...345...»