1. A Iniciação Anal Da Minha Sobrinha (Por Denise)


    Encontro: 17/06/2017, Categorias: Incesto, Autor: rb1978, Fonte: ContoErotico

    A Iniciação Anal Da Minha Sobrinha (Por Denise)Olá, amados leitores desse site delicioso. Meu nome é Denise, e venho relatar uma de minhas mais gostosas aventuras da minha vida de putinha. Eu tenho 35 anos, morena clara e com cabelos cacheados, olhos castanhos e uma bunda e buceta deliciosas, bem grandes, como dizem, rs... Meus 1,70 e 50 kg não deixam por menos, meu marido me chama de mulher filé. Sim, sou casada com o Alan, um macho delicioso que junto comigo curte coisas como troca de casais, assim como sexo entre parceiros diferentes, tudo com nosso extremo consentimento, ele é alto, negro com 1,90 e uma deliciosa pica de 20 x 6 cm, e fode bem tanto minhas amigas como eu também já dei para amigos dele. Bem, contada nossa cumplicidade, sou professora de matemática em uma universidade do Rio de Janeiro, e tudo aconteceu quando uma sobrinha minha do interior veio para cá fazer vestibular, e ela veio com 3 semanas de antecedência para ter umas aulas comigo. Fomos buscá-la no aeroporto e nosso tesão foi unânime, a menina que eu vi pela última vez com 12 anos agora era uma puta fêmea de 18 anos, deliciosa, morena como eu, mas mais alta e com cabelos lisos, 1,75 e 55 kg, a Sabrina é o pecado em forma de gente, e meu marido constrangido voltou já de pau duro no carro, chegamos em casa e mostrei a ela seu quarto, ela se tomou um banho e se trocou na minha frente, até eu queria bater uma siririca naquele momento, seus seios são enormes, gente, que loucura de menina... Transei ... gostoso com o Alan a noite inteira, e ele me estocou com raiva, dizendo que ia meter gostoso na Sabrina, me chamou pelo seu nome e gosou umas 4 vezes, duas no meu rabinho... Amo anal... rs... E veio o dia seguinte, onde daria mais tempo de conversarmos, um aluno meu (e comedor) veio nos visitar, mas deu de cara com a Sabrina, pensando em melar tudo, sem graça, o Rodrigo tem 22 anos, e eu adoro novinho, ele é branco e pintudo, e acabou ficando conosco durante a tarde, descaradamente olhando a Sabrina, até eu ir com ela a cozinha e pegar alguns petiscos, enquanto preparávamos, eu puxei assunto com ela mais a vontade, tínhamos bebido umas cervejas e ela estava mais solta, então eu perguntei dos meninos, ela ficou vermelha e com seu sotaque delicioso e a inocência de menina de família, me respondeu:- Ah, tia, só uns beijinhos e nada mais... Eu sou virgem, quero casar assim, e meus pais são muito encima de mim...Ah, minha irmã filha da puta... Tinha jogado a sobrinha para os leões, e eu sutilmente rocei seu seio “sem querer” e ela gemeu, ficando sem graça demais, eu pedi desculpas e rimos, eu comentei:- Menina, temos que tratar disso...Ela mais que sem graça voltou comigo a sala, e de lá fomos à piscina, os meninos já estavam de boa na água, um calor infernal, e eu pisquei para os dois, sem brincadeira, vi uma ereção instantânea em dois machos deliciosos, e falei:- Meninos, vamos colocar nossos biquínis e voltamos já...Os dois sorriram maliciosamente, e lá fui eu com a Sabrina, ela ...
«1234»