1. Família Montegrande - Cap. 15


    Encontro: 17/06/2017, Categorias: Teens, intriga, irmãos. família, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Família Montegrande, Fonte: CasadosContos

    Alo alo voltei rapidinho como sempre e como prometido!! Bom vamos as respostas: Marcos Costa: Pois é né, achei que ele foi rápido demais também.. isso que é complicado no Carlos. Maaas, tem muita coisa pela frente acredite, vem problemas pra dar e vender. Shacka: Obrigado!! Coração_Solitário: Essa é a unica coisa na vida que eu posso concorda contigo que já ta na cara. HAHA Beijooos! Agora aproveitem e leiam o restante: --- Todo o final de semana acabou transcorrendo bem, pelo que me aparentava o Ian estava me curtindo assim como eu estava curtindo ele. Bom, não posso negar que eu estava gostando dele, ele se mostrou muito presente pra mim neste final de semana e venho me animando muito. Combinei de ir com a Ju nesta manhã para a escola, então me aprontei e esperei-a em uma esquina quase próxima a minha rua, às vezes decidimos nos encontrar lá para poder ir juntos. Passou um cinco minutos e ela me aparece toda linda, não sei como ainda não está namorando essa praga, acho que ela não nasceu pra não ser um de cara só, por que não consegui ver um a convencer a namorar até agora. - Bom dia gatona, como foi o final de semana? - Foi tediosa, nossa ontem parecia que eu ia morrer de tão demorado que o dia estava, mas e você? - Foi bom, muito bom por sinal. - Isso pra mim tem cara de macho, mas vou ficar quieta sabe por que conheço bem a peça que eu ando. - Que horror garota, não foi nada demais e logo ficará sabendo. - Vou começar a fazer umas reza pra você, mas se está bem pra mim ... tá bem também. - Bom mesmo, se não lhe dava dez tapas na cara. - Vai sonhando com esse dia e quem sabe um dia chegue. Fomos neste bate-papo muito irônico como de costume e contando algumas novidades, não cheguei a falar do Ian e do que aconteceu. Se eu deveria? Olha, acredito até que eu deveria contar para ela, mas não queria criar esperança para mim mesmo sabe, ele ficou comigo e não quer dizer que estamos tendo algo sério então não é algo que eu precise divulgar para ninguém no momento. Quando for a hora certa com certeza falarei com maior prazer e contarei tudo para ela, afinal não temos problemas com isto. Chegamos um pouco atrasado, a professora não ligou de entrarmos e sentarmos, com certeza o final de semana dela foi bom também já que não implicou ou soltou um daqueles gritinhos irritante. O lado bom da nossa sala é que cada um tem o seu canto, mesmo que cheguemos atrasado ninguém se mete a sentar em nossos lugares e nem nós dos outros. Quando acabou a primeira e segunda aula descemos para o intervalo juntos, o Ian saiu rumo do canto dele da sala e foi andar conosco deixando os amigos dele conversando em paz. - Bom dia Caa e bom dia Ju! - Bom dia Ian! – Falamos em uníssono. - Vocês vão comer algo agora lá da cantina? – Perguntou ele com seu sorriso lindo. - Eu não vou não. – Disse a Ju. - Eu também não. - Mas vocês não querem nada? Eu vou pegar um suco e algum lanche, se quiser eu trago para vocês. - Estou de boa. – Falou a Ju. - Também estou. – Confirmei ao mesmo tempo ...
«1234»