1. Hellen, Uma paixão que nunca esqueci


    Encontro: 16/06/2017, Categorias: Gozo, Oral, Vaginal, Paixão, evangélica, crente, Namorada, Virgindade, Virgem, Heterossexual, Autor: Senhor Nunca, Fonte: CasadosContos

    parecia que nunca tinha beijado ninguém! Então chamei ela pra ir lá pra casa, e se o carinha nos seguisse, chamaríamos a polícia. No caminho vimos que ele não nos seguia mais, mas fomos até minha casa. Peguei o violão e ficamos tocando e cantando. Como não toco muito músicas evangélicas, toquei sertanejo e rock pra ela que parecia adorar minha voz. Então conversamos sobre o que fizemos e ela disse ter gostado de tudo, ainda mesmo o beijo. Claro que eu perguntei se ela gostou mesmo ou não quer mais um... Ela, sem jeito, disse que foi o primeiro beijo dela. Eu nem disse nada e já a abracei pra beijar novamente, dessa vez ela apenas fechou o olho e se deixou levar. Então a levantei e foquei seus lábios enquanto a empurrava até a parede. Lá, sem perder tempo, fui passando a mão dos seus cabelos até sua costa, ela apenas me beijava e eu sentia sua respiração ofegante. Comecei a descer mais minhas mãos, passando em sua cintura e sua bunda, sua coxa, durinhas. Ela quis parar por ali, mas a convenci de que não faríamos nada demais. Eu já estava com uma mão dentro de seu sutiã e a outra dentro da sua saia, por cima da calcinha, aperta do aquela bunda durinha e gostosa!!! Ela já gemia e beijava com dificuldade, meche do o corpo e rebolando em meu corpo. Então perguntei se ela queria continuar, pois eu estava muito excitado e queria transar com ela. Ela apenas pediu pra ir pro quarto e apagar a luz. Chegando lá, sentou na cama, com vergonha, mas fui abraçando ela e quando comecei a ...
    beijar ela, ela levou minha mão até sua blusa e fomos tirando a roupa dela aos poucos, deixando ela sem nada. Deitei ela e beijei seu pescoço, com uma mão em sua bocetinha que estava inundada. Comecei a beijar seu corpo, mordendo devagar aqueles peitos durinhos e deliciosos, ela apenas gemia e se contorcia. Cheguei a chupar aquela bocetinha linda, lisinha, gostosa demais!!! Ela gozou me apertando a cabeça!!! Com a boca toda melada, subi, direto pra boca dela, que me beijou apaixonada. Perguntei se ela queria me sentir dentro dela, ela disse que sim, mas pra não ir forte. Levantei, peguei uma camisinha e tirei a Roupa. Ela ainda sentia muita vergonha, mas a sentei e a ensinei a colocar a camisinha. Depois, deitados, fui beijando e alisando ela, e coloquei a cabeça na entrada daquela boceta babada! Ela me segurava pela cintura, como quem tem medo de ser invadida de uma só vez, e coloquei a cabecinha aos poucos, devagar. Ela começou a gemer e eu a beijei, fui com calma e com carinho. Ela me agarrou forte e eu fui colocando aos poucos meu pau dentro dela, que disse sentir dor. Mas, eu não parei e continue até entrar tudo, então ela disse que era bom, mesmo com a dorzinha que sentia. A bocetinha dela pulsava, e senti que ela gozava mesmo sem eu mexer. Depois de um tempo comecei a socar devagar, fazendo ela gemer ainda mais, ela parecia ter esquecido a dor, e fui aumentando a velocidade... Não demorou muito pra ela estar gozando de novo, e gemendo ainda mais. Estava entregue a mim, ao ...