1. Confissão na verdade ou desafio


    Encontro: 16/06/2017, Categorias: Traição / Corno, tentação, Heterossexual, Autor: Vitória, Fonte: CasadosContos

    - Olha, não tenho nenhum pouco de orgulho em contar, mas acho muita sacanagem mentir na verdade ou desafio. Principalmente depois de ter gente que teve coragem de tirar o sutiã na frente de todo mundo e ficar só de calcinha. O legal é jogar pra valer. Ninguém me obrigou a participar. Na verdade, ninguém aqui foi obrigado a participar. Sei que teve alguém que já mentiu aqui hoje, mas essa é outra história. O importante é que eu não vou mentir - por mais que isso danifique a imagem que vocês tem de mim. Eu sempre fui bem certinha, na verdade acho que ainda sou... Foi há um ano e meio quando um grupo de amigos e eu decidimos acampar. Renata, Camila, vocês lembram, né? Então... Lembram que a gente queria sair bem cedinho no outro dia para aproveitar bem o final de semana? Decidimos todos dormir na casa do Gabriel para não haver atrasos ou imprevistos. A casa dele não é grande e havia muita gente. A gente conseguiu separar, na medida do possível, os homens das mulheres - sabe como é homem, né? A gente não iria querer eles tentando alguma coisa enquanto estivéssemos dormindo... Sei lá... Só que no nosso quarto de mulheres, o João e a Lígia ficaram com a cama de solteiro (porque eram namorados) e o resto de nós dormimos em colchões no chão. O meu ficou no lado da cama... É claro que a Lígia colocou ele para dormir perto da parede e eu fiquei do lado dela, ela na cama, eu no chão. Só que durante a noite - porque ela se bate muito, foi ao banheiro umas três vezes - eles acabaram ... ficando com as posições invertidas: ela para parede, o João do meu lado. A cama tão baixinha, o colchão que me deram, tão alto! Ela pausa a narração tomando coragem para continuar. Sua respiração é pesada. Todos a olham em completa atenção e silêncio. - Ai meudeus. Eu acordei no meio da noite... O quarto até estava bem claro por causa da luz da rua. Eu acordei... Vocês não imaginam como a Lígia é espaçosa: o coitado do João estava espremidinho, quase caindo... Quando eu acordei (também me bato um pouco durante a noite) estava quase do meio para baixo do meu colchão. Ele estava dormindo com um shorts bem solto e pequeno. Tipo um samba-canção de seda. Eu vi o pau dele, metade saindo para fora. Era bem grande e estava meio duro. A partir desse ponto, as palavras dela não mais saem hesitantes, ela fala tudo febrilmente, rapidamente e ofegante - como um jato. No meio dos ouvintes, Artur disfarçadamente acaricia o pênis sobre a calça; Vanderlei tenta esconder a ereção sem perceber que Wanda a todo tempo olha para ele; Paula, com a mão pousada sobre a braguilha de Guilherme o aperta de leve. - Eu estava meio dormindo. Devia ter sonhado com algo exitante. Não deu tempo para pensar em nada. Arrumei o travesseiro mais alto e minha boca ficou há uns centímetros daquele caralhão. Ai ai, me desculpa, mas era mesmo um caralhão. Eu podia sentir o cheiro, o calor. Então cheguei a cabeça um pouco mais perto. Minha intenção era só sentir melhor o cheiro, mas meu lábio encostou aquela pele tão ...
«12»